Datafolha

Doria lidera em São Paulo; Paes, Romário e Garotinho disputam no Rio

Atual governador petista e antecessor tucano competem em Minas. Câmara e Armando Monteiro disputam a ponta em Pernambuco, e três candidatos empatam na liderança no Distrito Federal

Fotomontagem: Leandro Siman/RBA
fotos.jpg

Skaf e Doria em São Paulo; Paes, Romário e Garotinho no Rio; Anastasia e Pimentel em Minas. Diferentemente da Presidência, em que Lula lidera com folga, disputa nos estados segue acirrada

São Paulo – A pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (22), que traz o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) liderando a corrida presidencial com 39% das intenções de voto, também consultou a preferência dos eleitores na disputa aos governos estaduais. Confira os resultados para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco e para o Distrito Federal. Os levantamentos têm margem de erro de três pontos percentuais e nível de confiança de 95%, segundo o instituto. 

São Paulo

O ex-prefeito João Doria (PSDB) lidera a disputa para o governo paulista, com 25% dos votos, seguido pelo presidente licenciado da Fiesp, Paulo Skaf (MDB), com 20%. O atual governador, Márcio França (PSB), e o candidato do PT, Luiz Marinho, estão na terceira colocação, com 4%. Major Costa e Silva (DC) e Professora Lisete (Psol) aparecem com 2%. Os demais tem 1% ou menos. Brancos e nulos somam 26%, e os que não souberam responder, 11%. 

Apesar de liderar a disputa, Doria também é o mais rejeitado. De acordo com o Datafolha, 32% não escolheriam o tucano de jeito nenhum. Skaf tem rejeição de 21% e Marinho, 19%. Já o governador Márcio França fica com 15%. 

O levantamento mostra que 49% dos eleitores rejeitam um candidato apoiado pelo ex-governador e candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, 31% dizem que talvez votariam, e 19% escolheriam um nome apoiado por ele. Sem apoio público, após ter almejado ocupar o lugar de Alckmin como candidato do PSDB à Presidência, é Doria o seu candidato. 

Rio de Janeiro

O ex-prefeito da capital Eduardo Paes (DEM) e o senador Romário (Pode) aparecem empatados, com 16% e 14%, respectivamente, na disputa para o governo do Rio de Janeiro. Logo atrás, com 12%, aparece o ex-governador Anthony Garotinho. Índio da Costa (PSD) e Tarcísio Motta (Psol) empatam com 3%. Pedro Fernandes (PDT) tem 3%, seguido por Marcelo Trindade (Novo) e Márcia Tiburi (PT), ambos com 2%. Os demais tem 1% ou menos. Brancos e nulos somam 26%, e 7% não souberam responder. Garotinho é o mais rejeitado (45%), seguido por Paes (32%) e Romário (23%). 

Minas Gerais

O senador e ex-governador Antonio Anastasia (PSDB) lidera a disputa para o governo mineiro, com 29%, seguindo pelo atual governador, Fernando Pimentel (PT), que marca 20%. Romeu Zema (Novo) tem 3%, seguido por João Batista Mares Guia (Rede), com 3%, e Dirlene Marques (Psol), com 2%. Jordano Metalúrgico (PSTU), Alexandre Flach (PCO) e Claudiney Dulim (Avante) registraram 1% cada. 

Em cenário que inclui o ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda (PSB), ele aparece em terceiro lugar, com 9%. Anastasia segue na frente, com 26%, e Pimentel fica com 18%. O atual governador é rejeitado por 38%, enquanto 26% não votariam no candidato do PSDB. Brancos e nulos somam 28%, enquanto 10% não souberam responder. 

Pernambuco

O governador Paulo Câmara (PSB) lidera a disputa pela reeleição, com 30%. O ex-ministro Armando Monteiro (PTB) tem 24%. Julio Lossio (Rede) e Ana Patricia Alves (PCO) aparecem empatados em terceiro, com 3%. Maurício Rands (Pros) e Simone Fontana (PSTU) aparecem, com 2%, seguidos por Dani Portela (Psol). Brancos e nulos registraram 29%, e 6% não responderam. Câmara é rejeitado por 31%, enquanto 21% dizem que não votariam em Monteiro.

Distrito Federal

Três candidatos disputam a liderança para o governo do Distrito Federal. Eliana Pedrosa (Pros) tem 15%, o atual governador, Rodrigo Rollemberg (PSB), marca 14%, e o deputado federal Rogério Rosso (PSD) tem 13%. Atrás aparecem Alberto Fraga (DEM), com 8%, e o General Paulo Chagas (PRP),  com 5%. Fátima Sousa (Psol) e Miragaya do PT empatam com 3%, e Alexandre Guerra (Novo) e Ibaneis (MDB) fazem 2%. Renan Rosa (PCO) e Guillem (PSTU) aparecem com 1%. De acordo com o levantamento, 24% pretendem votar em branco ou nulo, e outros 8% não indicaram preferência.