Você está aqui: Página Inicial / Política / 2018 / 07 / Nos 100 dias de prisão de Lula, site reafirma injustiça e legitimidade de candidatura

Estado de Exceção

Nos 100 dias de prisão de Lula, site reafirma injustiça e legitimidade de candidatura

Página na internet traz depoimentos de apoiadores e defensores do restabelecimento da normalidade democrática no país
por Redação RBA publicado 17/07/2018 13h53, última modificação 17/07/2018 14h34
Página na internet traz depoimentos de apoiadores e defensores do restabelecimento da normalidade democrática no país
reprodução
lula 100 dias

Mosaico traz cerca de uma centena de defensores da democracia em apoio ao ex-presidente Lula, preso há 100 dias na PF em Curitiba, para que seja impedido de participar das eleições

São Paulo – Para marcar os 100 dias de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, completados hoje (17), o PT (Partido dos Trabalhadores) lançou o hotsite "Lula 100 dias de Prisão Política", que traz depoimentos gravados desde o início da vigília Lula Livre, em Curitiba, onde o ex-presidente cumpre o mandado de prisão expedido pelo juiz Sergio Moro.

Na manhã desta terça-feita (17), a tag #100DiasDeInjustiça alcançou a liderança entre as mais mencionadas no Twitter no Brasil. À medida em que se aproxima o prazo para o registro da candidatura de Lula no Tribunal Superior Eleitoral, opositores do ex-presidente e imprensa comercial tentam desqualificar sua presença na disputa.

Seu apoiadores respondem – além da vigília – com manifestações e marchas pelo Brasil iniciadas na última sexta e com diversas atividades previstas nas próximas semanas, nas redes sociais e nas ruas. O objetivo é realizar uma manifestação em 15 de agosto, dia do registro, e reafirmar as condições políticas e jurídicas de a candidatura se concretizar.

Mosaico

Com manifestações como "juventude por Lula Livre!", "o povo brasileiro te ama", "por três refeições diárias na mesa do pobre e pra tirar o Brasil novamente do mapa da fome", entre outras, apoiadores compõem um grande mosaico para expressar seu apoio a Lula e seu desejo de que ele seja candidato nas eleições presidenciais de outubro, em vídeos de cinco a dez segundos de duração. São pouco mais de uma centena de depoimentos.

O hotsite reafirma também que o ex-presidente é preso político, vítima de um golpe para impedir sua candidatura. "O Presidente está preso porque é líder em todas as pesquisas e será eleito pelos brasileiros. Com Lula, a vida dos brasileiros melhorou. Foram mais de 20 milhões de empregos criados, o Brasil saiu do mapa da fome e o nosso país era admirado no mundo inteiro", diz a página.

Pelo site também é possível apoiar financeiramente a vigília instalada no entorno da sede da Polícia Federal em Curitiba, e que promove atividades políticas e culturais em defesa da democracia e da liberdade do ex-presidente, além de denunciar ao país e ao mundo o estado de exceção representado pelo encarceramento de Lula. "Ele será o nosso candidato a presidente. O povo quer, a lei permite e o Brasil precisa."

Social

Na semana passada, depois da crise judiciária causada pelo não cumprimento de sua ordem soltura, determinada pelo desembargador Rogério Favreto, o ex-presidente ficou em 1º lugar no ranking de relevância e visibilidade dos pré-candidatos no Twitter – segundo o site Os Divergentes. Lula obteve uma fatia de 36% do total de relevância dos pré-candidatos no Twitter e, do total de engajamento com as top 20 hashtags.