Home Política Fim da Copa marca arrancada para as eleições de 2018
hora do voto

Fim da Copa marca arrancada para as eleições de 2018

A um mês do início oficial da campanha, cenário político é marcado pela incerteza, com um terço do eleitorado apoiando o ex-presidente Lula e outra parcela expressiva que ainda não tem candidato
Publicado por Redação RBA
13:11
Compartilhar:   
Divulgação/TSE
Eleições 2018

Início oficial da campanha eleitoral 2018 é em 16 de agosto

São Paulo – Terminada a festa da Copa do Mundo da Rússia, que sagrou a seleção francesa bicampeã, todas as atenções se voltam agora, no Brasil, para as eleições de outubro. A um mês do início oficial da campanha, em 16 de agosto, o cenário é excepcionalmente incerto. Pelo menos quatro em cada dez brasileiros não sabem ainda quem escolher para ser o próximo presidente ou já declararam que pretendem votar em branco ou nulo, de acordo com a última pesquisa Ibope.

Pela mesma pesquisa, uma em cada três pessoas ouvidas (33%) manifestaram a intenção de votar no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os demais candidatos encontram dificuldades para fechar alianças com vistas à disputa presidencial, que tem o seu primeiro turno marcado para o dia 7 de outubro, primeiro domingo do mês.

A partir de terça-feira (17) até o próximo dia 25, o eleitor que já sabe que não estará no seu domicílio eleitoral no dia da eleição deve informar em qualquer cartório eleitoral sobre o seu destino para que possa realizar o voto em trânsito. Essa modalidade permite o voto para presidente a qualquer um que faça a comunicação prévia do destino e que esteja com o título em situação regular.

Já na sexta-feira (20), os partidos começam a realizar suas convenções nacionais, eventos que reúnem dirigentes e filiados para definir ou oficializar a indicação dos nomes que disputarão o voto do eleitor.

Além do sucessor de Michel Temer, o eleitor será chamado a escolher também o governador(a) do seu estado, dois senadores, um(a) deputado(a) federal e outro(a) estadual. O prazo para a definição das chapas pelos partidos vai até o dia 5 de agosto.

Dez dias depois, em 15 de agosto, é a data final para os partidos e coligações apresentarem o requerimento de registro das candidaturas. A Justiça Eleitoral tem então até o dia 17 de setembro para julgar todos os pedidos de registro de candidatos que vão concorrer ao pleito de 2018.

Um dia depois dos pedidos de registro, em 16 de agosto, a campanha eleitoral de 2018 tem o seu início oficial. É quando os candidatos saem às ruas para pedir o voto do eleitor, com comícios, carreatas, distribuição de santinhos e adesivos, carros de som, e também pela internet. 

Em 31 de agosto começa a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. Desta vez, o eleitor terá menos tempo para escolher o seu candidato na vitrine eletrônica, já que o período de propaganda foi reduzido de 45 para 35 dias.

Os debates entre candidatos podem ocorrer até o dia 4 de outubro e, se entrarem madrugada adentro, devem ser encerrados até as 7h do dia seguinte. Também o dia 4 é a data limite para a realização de reuniões públicas ou  comícios, com exceção dos atos de encerramento de campanha, que poderão ser prorrogados até às 2h da manhã.

Uma dia antes da votação, em 6 de outubro, é a data-limite para a distribuição de materiais de campanha e demais ações eleitorais, como caminhadas, carreatas, passeatas ou carros de som que transitem pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos.