Eleições 2018

Manuela recebe propostas das centrais para o país

Pré-candidata falou em unidade para 'reverter cenário'. Sindicalistas já encaminharam documento a Lula e líderes partidários no Congresso

Divulgação
eleições

A pré-candidata pelo PCdoB conversou com sindicalistas na sede do Dieese, em São Paulo

São Paulo – A pré-candidata à Presidência da República pelo PCdoB, Manuela D’Ávila (PCdoB), recebeu nesta sexta-feira (29) a chamada “agenda prioritária da classe trabalhadora”, documento elaborado pelas centrais sindicais com suas propostas para a política e a economia no período posterior às eleições deste ano. Ela esteve na tarde de hoje na sede do Dieese, na região central de São Paulo, e conversou com dirigentes de diversas entidades.

Com 22 itens, a pauta das centrais foi aprovada no início deste mês. O documento também já foi entregue a líderes partidários no Congresso e encaminhado pelo presidente da CUT, Vagner Freitas, ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

“A eleição é o momento de unirmos forças, de canalizarmos nossas energias para barrar esse projeto que está aí e reverter esse cenário”, afirmou a pré-candidata. “Faço parte de um partido que, ao longo do tempo, sempre esteve ao lado das lutas dos trabalhadores”, acrescentou. Licenciado da presidência da CTB, Adilson Araújo integra a coordenação da campanha de Manuela.

Além da CTB, participaram da reunião o diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP), os secretários-gerais da CUT, Sérgio Nobre, e da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, o presidente da UGT, Ricardo Patah, e o presidente estadual da Nova Central, Luiz Gonçalves, o Luizinho, entre outros. Manuela defendeu uma aliança com o setor produtivo.

Com informações da Agência Sindical