Você está aqui: Página Inicial / Política / 2018 / 06 / CNI/Ibope: Lula segue na liderança, com 33% dos votos

Eleições 2018

CNI/Ibope: Lula segue na liderança, com 33% dos votos

Ex-presidente também aparece na ponta na pesquisa espontânea, com 21%
por Redação RBA publicado 28/06/2018 10h51, última modificação 16/07/2018 11h30
Ex-presidente também aparece na ponta na pesquisa espontânea, com 21%
Ricardo Stuckert
lula

Torcida na Vigília Lula livre, ontem (27): ex-presidente segue líder na pesquisa CNI/Ibope

São Paulo – Pesquisa CNI/Ibope divulgada na manhã desta quinta-feira (28) mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na liderança, com 33% das intenções de voto. Em seguida, aparecem Jair Bolsonaro (PSL), com 15%, e Marina Silva (Rede), com 7%.

Neste cenário, os candidatos Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB) têm 4% cada. Álvaro Dias (Podemos) tem 2%. Fernando Collor de Mello (PTC), João Goulart Filho (PPL), João Amôedo (NOVO), Levy Fidelix (PRTB), Manuela D’Ávila (PCdoB) e Flávio Rocha (PRB) aparecem com 1%.

Também foram apresentados na pesquisa estimulada os nomes de Aldo Rebelo (SD), Guilherme Boulos (Psol), Henrique Meirelles (MDB), Guilherme Afif Domingos (PSD), Paulo Rabello de Castro (PSC), Rodrigo Maia (DEM) e Valéria Monteiro (PMN), mas nenhum alcançou 1%. Juntos, eles somam 2%.

No levantamento espontâneo, o ex-presidente Lula também lidera, com 21% das intenções de voto. Bolsonaro é o segundo com 11%, Ciro e Marina aparecem com 2% e Alckmin e Amôedo têm 1%. Entre os entrevistados, 31% manifestam a intenção de votar nulo ou em branco, e 8% não souberam ou não quiseram responder.

Governo Temer: desaprovação cresce

O levantamento também apurou a popularidade do governo Temer. O percentual dos que o avaliam como ruim ou péssimo subiu de 72%, em março, para 79% em junho, maior índice desde o início do governo.

Em relação à confiança em Temer e sua maneira de governar, entre março e junho o percentual dos entrevistados que dizem confiar no presidente passou de 8% para 6% e o dos que não confiam, de 89% para 92%. O índice dos brasileiros que aprovam a maneira de governar de Temer foi de 9% para 7%, enquanto o dos que desaprovam foi de 87% para 90%.

A pesquisa foi realizada pelo Ibope Inteligência entre os dias 21 e 24, com 2.000 eleitores. A margem de erro estimada é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.