Premiados

Feijóo: prisão de ricos na Lava Jato é apenas ilusão

Empreiteiros, doleiros e diretores da Petrobras flagrados em desvios milionários são soltos logo após delatarem políticos que interessam aos perseguidores de Curitiba

Reprodução/TVT
Moro

Não é para todos: basta dizer as palavras que Moro quer ouvir para os milionários da Lava Jato gozarem de liberdade

São Paulo – Para o comentarista político do Seu Jornal, da TVT, José Lopez Feijóo, a ideia de que com a Operação Lava Jato ricos e poderosos estão indo para a prisão não passa de um mito, “uma fantasia para iludir” aqueles que acreditam que a Justiça de Curitiba é imparcial. “Alberto Youssef, solto. Marcelo Odebrecht, solto. Pedro Barusco, solto. Podemos aqui desfiar uma enorme relação de diretores da Petrobras, executivos de grandes empresas que foram presos pela Lava Jato e que estão todos soltos.”

Segundo Feijóo, para que os milionários flagrados em corrupção possam gozar o luxo de suas mansões e apartamentos em áreas nobres, basta seguir o roteiro definido pela Lava Jato: acusar, em delação premiada, figuras políticas que os procuradores e juízes de Curitiba gostariam de ver presos, “e aí recebem como prêmio a liberdade”.

Assista ao comentário no Seu Jornal, da TVT: