Home Política Manifesto pela presença de Lula na eleição já supera 150 mil adesões
Democracia

Manifesto pela presença de Lula na eleição já supera 150 mil adesões

Documento fala em perseguição politica e sustenta que exclusão do ex-presidente do processo eleitoral configura fraude. Movimento quer agora alcançar 200 mil
Publicado por Redação RBA
13:38
Compartilhar:   
ricardo stuckert
lula_foto_ricardo_stuckert_0.jpg

Lula: julgamento “em tempo recorde” configura perseguição política ao ex-presidente e põe em risco a democracia

São Paulo – O manifesto em favor da presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo eleitoral deste ano atingiu a marca de 150 mil adesões. Até as 13h40 desta terça-feira (9), eram 151.792 assinaturas no documento intitulado Manifesto Eleição sem Lula é Fraude, que continua disponível na internet. É um dos meios de pressão em defesa de Lula, que no próximo dia 24 será julgado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre. Próxima meta é atingir 200 mil.

Segundo o texto, o julgamento marcado “em tempo recorde” configura mais uma demonstração de perseguição política ao ex-presidente, e diz respeito a toda a população, na medida em que põe em risco a própria democracia.

“O Brasil vive um momento de encruzilhada: ou restauramos os direitos sociais e o Estado Democrático de Direito ou seremos derrotados e assistiremos a definitiva implantação de uma sociedade de capitalismo sem regulações, baseada na superexploração dos trabalhadores”, diz o manifesto, publicado em vários idiomas.

Entre os signatários do documento, estão o filósofo norte-americano Noam Chomsky, o ex-presidente do Uruguai e atual senador José “Pepe” Mujica, o ex-presidente do Equador Rafael Correa, a ex-presidente argentina Cristina Kirchner, o cineasta Costa-Gravas, o cantor e compositor Chico Buarque, os escritores Milton Hatoum e Raduan Nassar, os economistas Ladislau Dowbor e Luiz Carlos Bresser-Pereira, o jurista Fábio Konder Comparato, o historiador Luiz Felipe de Alencastro, a jornalista e tradutora Rosa Freire D´Aguiar e a educadora Ana Maria Araújo Freire (Nita Freire), viúvas, respectivamente, de Celso Furtado e de Paulo Freire.

registrado em: , , ,