Home Política Tijolaço: E Aécio apunhalou Luciano Huck…
Eleições 2018

Tijolaço: E Aécio apunhalou Luciano Huck…

O apresentador da Globo, apoiador fiel do senador mineiro e que sofreu com ele a angústia de saborear a vitória que não veio em 2014, agora é uma 'incógnita' para o tucano
Publicado por Fernando Brito
18:11
Compartilhar:   
Reprodução/Twitter
Luciano Huck e Aécio

Huck e Aécio comemoram vitória do Brasil sobre o Chile na Copa de 2014: amizade estremecida?

Tijolaço –Ontem, quando imaginei o que Brizola diria para Aécio Neves, saiu-me uma frase do engenheiro que Aécio Neves não levou mais que um dia para confirmar.

Até aos teus apunhalas, como fizeste com o Tasso, que há quinze dias salvou seu mandato inútil.”

Pois não é que hoje, no Estadão, Aécio desfaz da candidatura de seu amigo Luciano Huck ao Palácio do Planalto, dizendo  que é fruto da “falência da política”?

Aécio diz que “o tempo é que vai dizer se ele está ou não preparado para esta missão”, como se presidir um país de mais de 200 milhões de homens e mulheres fosse algo aberto para “experimentar” um neófito na “política falida” por gente como ele, apanhada mandando um primo – de vida descartável – apanhar malas de dinheiro com a turma do Joesley Batista.

Luciano Huck, seu  apoiador fiel, que sofreu com ele a angústia de saborear a vitória que os votos populares não lhe dariam, naquele 2014, adesivo “45” ao peito, é, para Aécio, uma incógnita.

“É preciso conhecer o que ele pensa sobre as mais variadas questões que demandam a posição de um homem público.”

Não é possível saber, “seu” Aécio, o que Huck pensa como “homem público” porque ele não fala com a imprensa, não responde a perguntas e só diz o que pensa em monólogos como o de seu artigo e post no Facebook, onde diz que “não é candidato a nada”.

O senhor vê, “seu” Aécio, que o menino aprendeu direitinho com o seu exemplo: mente, dissimula, engana. Nariz de um, focinho do outro.

Mas está bem, compreendo que o senhor tenha ficado magoado com ele por ter apagado as fotos em que os dois apareciam juntos..

Mas acredite, foi mágoa de ciúme. Afinal, o senhor podia ter pedido a ele a mala de dinheiro que pediu ao Joesley.

É como na música que seu alto grau de cultura musical diz: “pense em mim, liga pra mim, não, não liga pra ele…”