fantasia

Marketing midiático do prefeito Doria é tema de debate no Barão de Itararé

No centro das discussões, as ações de marketing do prefeito paulistano, que ganham espaço na mídia, encobrem relações obscuras com o empresariado e transformam prefeitura em palanque para 2018

reprodução/Barão de Itararé
Doria Espetáculo

Mídia tradicional embarca nas fantasias de Doria deixando de lado os reais problemas da cidade

São Paulo – O Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé (Barão), em São Paulo, promove debate na próxima sexta-feira (5) que busca tratar das consequências das ações de marketing e promoção pessoal do prefeito paulistano, João Doria (PSDB), e de suas relações com o empresariado para o futuro da cidade.

O debate “Doria e o Espetáculo Midiático” contará com a presença da ex-vice-prefeita Nádia Campeão (PCdoB), dos vereadores Antonio Donato (PT) e Sâmia Bomfim (Psol), e do presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo (Sindisep), Sergio Ricardo Antiqueira.

Para o jornalista Altamiro Borges, presidente do Barão, a proposta é “desmistificar esse show midiático” produzido pelo prefeito nesses primeiros meses de gestão.

Em entrevista à Rádio Brasil Atual, ele afirma que são dois os principais problemas da gestão Doria e que acabam passando despercebidos por conta das ações midiáticas: seu “viés privatista” e a campanha, cada vez mais aberta, ao Palácio do Planalto. 

“A administração Doria pretende transformar a cidade em uma mercadoria e vender tudo, sempre com relações muito ‘sinistras’ com setores privados e com pouquíssima transparência”, diz Altamiro. Na definição do jornalista, o prefeito defende “Estado mínimo para os trabalhadores e Estado máximo para os empresários”. 

Sobre a pretensão eleitoral de chegar à Brasília, Altamiro diz que Doria “transformou a prefeitura em palanque presidencial”, na medida em que os nomes naturais do PSDB vêm enfrentando dificuldades para emplacar seus nomes à candidatura do partido, referindo-se aos senadores Aécio Neves (MG) e José Serra (SP), além do governador paulista, Geraldo Alckmin – todos envolvidos em denúncias de corrupção e em queda nas pesquisas.

Miro ainda aponta falhas na cobertura da imprensa tradicional, salvo algumas exceções, que adere às ações de propaganda do prefeito, em vez de discutir a fundo os problemas da cidade de São Paulo. “É só o prefeito se fantasiar de alguma coisa que é destaque.” 

O debate será realizado a partir das 19h, no auditório do Centro, que fica na Rua Rego Freitas, 454, conjunto 83, região central da cidade, próximo ao metrô República.

A participação é livre e gratuita. 

Ouça Altamiro Borges na Rádio Brasil Atual: