Home Política Lula é recebido em Curitiba por frente popular, Dilma e lideranças políticas
dia d

Lula é recebido em Curitiba por frente popular, Dilma e lideranças políticas

Movimentos sociais, centrais sindicais e apoiadores do ex-presidente estão na cidade para prestar apoio, defender a democracia e pedir isenção da Justiça
Publicado por Redação RBA
11:54
Compartilhar:   
Henrique Fontana
lula

Lula é recebido no Aeroporto de Curitiba por Dilma, Vagner Freitas, Stédile e outras lideranças políticas

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou por volta das 11h no aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, onde as 14h vai prestar depoimento ao juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato. Ele foi recebido pela ex-presidenta Dilma Rousseff, ao lado também do presidente da CUT, Vagner Freitas, e pelo coordenador do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) João Pedro Stédile – ambos integrantes da Frente Brasil Popular. Lula chegou à capital paranaense usando gravata verde e amarela e com um exemplar da Constituição nas mãos.

Nas redes sociais, Dilma já havia manifestado confiança. “Já estou em Curitiba para prestar minha total solidariedade ao presidente Lula. A verdade vai prevalecer”, escreveu. 

“Estamos aqui para trazer não só a nossa solidariedade, mas para fazer uma verdadeira batalha pela democracia. O que está se costurando aqui é a continuidade do golpe. A burguesia, representada pela Globo, quer inviabilizar a candidatura do Lula. Para implementarem o plano neoliberal, que já está em curso, com a retirada de direitos dos trabalhadores, eles precisam de mais tempo. E eles sabem que o presidente Lula é imbatível nas urnas, sabem que o povo brasileiro não aguenta esse plano maquiavélico e golpista”, afirmou Stédile, na saída do aeroporto.

A senadora petista Gleise Hoffman também viajou ao Paraná, estado que representa no legislativo federal, para prestar solidariedade a Lula. “Acompanhar o presidente, dar solidariedade a ele, estar junto nas mobilizações e mostrar para o Brasil e o mundo a injustiça que está acontecendo aqui”, afirmou. 

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, teceu críticas a Moro pela parcialidade na condução das acusações contra Lula. “É um juiz que tem sido parcial, por suas declarações, inclusive pela última gravada em vídeo em que pede a seus apoiadores que não venham a Curitiba. Ora, juiz não tem nem apoiador nem oponente. Juiz é juiz”, disse Falcão, na manhã de hoje.

Milhares de pessoas que acampam em Curitiba, em área próxima à rodoviária da cidade, saíram em marcha mais cedo em direção à Praça Santos Andrade, no centro da capital, onde serão realizados atos de apoio a Lula no decorrer da tarde. Às 18h será realizado um ato político com a presença do ex-presidente Lula. Os advogados que o acompanharão no depoimento preveem conceder entrevista coletiva no mesmo horário, no salão Milano do Restaurante Madalosso, bairro central de Santa Felicidade.