Recuo

Moro adia depoimento de Lula para 10 de maio

Decisão do juiz acatou pedido da Secretaria de Segurança Pública do Paraná e da Polícia Federal, que temem as mobilizações marcadas em defesa do ex-presidente

RICARDO STUCKERT/IL/JOSÉ CRUZ/ABR
Lula Moro

Depoimento de Lula em Curitiba estava inicialmente marcado para a próxima quarta-feira (3)

São Paulo – O juiz Sérgio Moro determinou o adiamento do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o próximo 10 de maio, às 14h. A decisão atende a pedidos da Secretaria de Segurança Pública do Paraná e da Polícia Federal, que reivindicaram mais tempo para “providências de segurança”. Inicialmente, a audiência havia sido marcado para a próxima quarta-feira (3).

Os preparativos de segurança se devem às mobilizações convocadas por movimentos sociais que integram a Frente Brasil Popular e simpatizantes do ex-presidente, que se preparam para ir a Curitiba para acompanhar o depoimento.

No despacho da decisão divulgado nesta quarta-feira (26), Moro reconhece a possibilidade das mobilizações, e diz que manifestações são permitidas “desde que pacíficas”: “É possível que, na data do interrogatório, ocorram manifestações favoráveis ou contrárias ao acusado em questão, já que se trata de uma personalidade política, líder de partido e ex-Presidente da República.”

O depoimento de Lula a Moro se dá em ação no âmbito da operação Lava Jato em que o ex-presidente é acusado de ser dono de um apartamento no Guarujá, obtido da empreiteira OAS como vantagem em troca de benefícios em contratos com o governo, e de ilegalidades no armazenamento de seu acervo presidencial. A defesa de Lula nega as acusações