Você está aqui: Página Inicial / Política / 2016 / 11 / Comissão da Câmara nega convocação de Geddel Vieira Lima

Protegido

Comissão da Câmara nega convocação de Geddel Vieira Lima

Pedido para que o ministro da Secretaria de Governo fosse dar explicações sobre a acusação de tráfico de influência foi negado por 17 votos a 3
por Redação RBA publicado 23/11/2016 14h15, última modificação 23/11/2016 15h34
Pedido para que o ministro da Secretaria de Governo fosse dar explicações sobre a acusação de tráfico de influência foi negado por 17 votos a 3
Valter Campanato/ABr
Geddel

Ministro comprou apartamento no 23º andar em um prédio que não poderia ter mais do que 13 andares

São Paulo – A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados negou hoje (23) a convocação do ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, para que explicasse as denúncias de tráfico de influência junto ao ex-ministro da Cultura Marcelo Calero.

O requerimento, solicitado pelo deputado Jorge Solla (PT-BA), foi negado por 17 votos a 3, em uma reunião em que ficou nítida a ação dos deputados da base governista em proteger o ministro desprezando a acusação. Geddel foi acusado pelo ex-colega de Esplanada na última sexta-feira (18) de tentar intervir na liberação de um empreendimento imobiliário em Salvador, no qual tem interesse particular por ser comprador de um imóvel.

A obra havia sido embargada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) por estar localizada próximo a uma área histórica e por exceder o limite de andares permitido. O apartamento comprado pelo ministro fica no 23º andar, mas o prédio não poderia ter, segundo o Iphan, mais do que 13 andares

Para Solla, o ministro Geddel Vieira Lima não só cometeu crime de tráfico de influência como o confessou em declarações à imprensa, considerando não ter feito “nada demais".