Você está aqui: Página Inicial / Política / 2016 / 10 / Cunha vota e diz que não ajudará a eleger quem foi contra ele

voto de cunha

Cunha vota e diz que não ajudará a eleger quem foi contra ele

O candidato do PMDB à prefeitura do Rio de Janeiro, Pedro Paulo, reassumiu seu mandado de deputado federal, do qual estava licenciado, para votar pela cassação de Cunha
por Redação RBA publicado 02/10/2016 11h27, última modificação 02/10/2016 11h31
O candidato do PMDB à prefeitura do Rio de Janeiro, Pedro Paulo, reassumiu seu mandado de deputado federal, do qual estava licenciado, para votar pela cassação de Cunha
Mauro Pimentel/Folhapress
Cunha_vota.jpg

Cunha deixa urna eleitoral no Rio, dizendo que não votaria em Pedro Paulo, o candidato do PMDB

São Paulo - O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB) votou na manhã de hoje (2) no Rio de Janeiro e disse que não divulgaria seu voto em respeito ao partido, mas que com certeza não votou em quem foi contra ele. O  candidato do PMDB à prefeitura do Rio de Janeiro, Pedro Paulo, reassumiu seu mandado de deputado federal, do qual estava licenciado, para votar pela cassação de Cunha.

Antes de votar, uma eleitora o chamou de "palhaço" e ele se referiu a ela como sendo petista. Ele afirmou que até o final do ano estará nas livrarias do país seu livro sobre o impeachment.

A respeito da sua cassação – aprovada por 450 votos, além de 10 contra e nove abstenções –  ele disse que a história ainda não teve um ponto final e que ainda entrará com recurso.