Você está aqui: Página Inicial / Política / 2016 / 09 / Manifestações seguem por todo o Brasil: 'Fora, Temer'

Diretas Já

Manifestações seguem por todo o Brasil: 'Fora, Temer'

Capitais de Norte a Sul do país, além de cidades do interior em diversos estados, pedem saída denunciam o golpe e pedem novas eleições
por Redação RBA publicado 02/09/2016 10h32, última modificação 02/09/2016 19h15
Capitais de Norte a Sul do país, além de cidades do interior em diversos estados, pedem saída denunciam o golpe e pedem novas eleições
Antonioni Cassara/Ninja
Juiz de Fora Temer

Manifestações contra Temer passam a ocorrer também em cidades do interior, como em Juiz de Fora (MG)

São Paulo – Além de São Paulo, que teve a quarta manifestação seguida duramente reprimida pela polícia, dezenas de cidades pelo país também protestaram contra o novo governo durante a tarde e a noite de ontem (1º). Os manifestantes pedem a saída do presidente Temer, a convocação de novas eleições e denunciam o golpe que depôs Dilma.

Em Porto Alegre, a manifestação começou na Esquina Democrática por volta das 18h e, após uma caminhada de duas horas em que ocorreram diversas depredações de bancos, lojas e carros, a Brigada Militar avançou em direção aos manifestantes com bombas de gás e balas de borracha, em perseguição que durou cerca de uma hora e meia.

reprodução/NINJA Porto Alegre (RS)
Porto Alegre (RS)

A maior faixa carregada na frente da marcha constatava: "o golpe é misógino". Entoando "somos o povo e o Michel Temer nós vamos derrubar", além do já tradicional "fora, Temer" os manifestantes deram a volta no terminal Parobé e seguiram em direção ao túnel.

No Paraná, a polícia cercou os manifestantes e lançou bomba durante ato em frente a Gazeta do povo, mas o confronto foi evitado. Durante o ato um carro da RPC, filiada da Rede Globo, foi alvo de protestos e expulso da manifestação.

Além da capital, protestos também ocorreram em Londrina, segunda maior cidade do estado paranaense. Manifestantes marcharam pelas principais avenidas pedindo a saída de Temer. "Vem pra rua contra os golpistas", gritavam.

reprodução/NINJA Campinas (SP)
Campinas (SP)

No interior de São Paulo, atos ocorreram novamente em Ribeirão Preto e Campinas, pelo segundo dia seguido. Em Minas Gerais, manifestações também ocorreram no interior do estado em Viçosa e Uberlândia e Juiz de Fora, com a adesão de milhares.

reprodução/NINJA Viçosa (MG)
Viçosa (MG)

Em Belo Horizonte, ocorreram durante debate com candidatos à prefeitura em auditório da PUC. Outro ato lotou o Campus Pampulha da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Na capital federal, manifestantes denunciaram o golpe durante exibição do filme Aquarius, no Cine Brasília.

No nordeste, os estudantes exerceram protagonismo nos protestos realizados nesta quinta-feira (1º). Em Salvador, estudantes da da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) realizaram ato contra o "governo golpista", e foram duramente repreendido pela PM, terminando em prisões de participantes. Também ocorreram manifestações em Feira de Santana, no interior do estado.

reprodução/NINJA João Pessoa (PB)
João Pessoa (PB)

Estudantes protestaram na Universidade Federal de Sergipe (UFS), em Aracaju, e também na avenida à frente do campus. Outra ato ocorreu na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa, durante entrevista à TV Bandeirantes.

No Ceará, as manifestações contaram também com a participação de secundaristas, que fecharam o cruzamento da Avenida 3 de Maio com a Avenida da Universidade, na capital Fortaleza.