Você está aqui: Página Inicial / Política / 2015 / 04 / Vannuchi anuncia 'Jornada pela Democracia' como alternativa à mobilização da direita

Ideias

Vannuchi anuncia 'Jornada pela Democracia' como alternativa à mobilização da direita

Em contraponto a onda conservadora e ao discurso de ódio, políticos, ativistas, intelectuais e representantes de movimentos discutem no domingo (12) a conjuntura política na busca por avanços sociais
por Redação RBA publicado 10/04/2015 12h59, última modificação 10/04/2015 18h57
Em contraponto a onda conservadora e ao discurso de ódio, políticos, ativistas, intelectuais e representantes de movimentos discutem no domingo (12) a conjuntura política na busca por avanços sociais
reprodução
jornada pela democracia

Confira a programação da Jornada pela Democracia

São Paulo – Neste domingo (12), será realizada a "Jornada pela Democracia" paralelamente às mobilizações convocadas por setores de direita contra o governo na avenida Paulista, na capital paulista. Paulo Vannuchi, analista político da Rádio Brasil Atual, convida a todos para participar do evento alternativo, que contará com debates, ideias e contrapontos sobre a atual conjuntura do país. O evento contará com representantes de movimentos sociais, da juventude, intelectuais e comunicadores.

Acompanhe a transmissão ao vivo pela TVT (www.tvt.org.br ou canal 2 da NET Cidade, ou canal 44.1 no HD, na Grande SP), e pela Rádio Brasil Atual (98,9 FM). E aqui pela RBA.

Diferente do ocorrido em 15 de março, "em que a esquerda e o pensamento progressista e democrático ficaram praticamente paralisados, congelados e deprimidos" com a manifestação contra o governo Dilma, desta vez há inúmeras iniciativas.

Ao comentar a "acachapante" derrota para os trabalhadores com a aprovação, na última quarta-feira (8), do Projeto de Lei 4.330, que abre caminho para a terceirização "ampla, geral e irrestrita", o analista político afirma que o país tem de "andar para a frente em direitos sociais, e não para trás".

O evento contará com políticos do PCdoB, Psol e PSB, além do PT. A jornada de debates ocorrerá das 9h às 19h, segmentada em seis blocos. O formato é o de “sofá”, e não a tradicional mesa. Desse modo, em vez de cada palestrante falar por um determinado período de tempo, haverá mesas com quatro ou cinco pessoas que vão conversar de maneira livre, com um moderador mediando a discussão.

Entre os nomes confirmados estão os economistas Leda Paulani e Luiz Gonzaga Belluzzo; a presidenta da UNE, Vic Barros; o vereador paulistano Nabil Bonduk (PT); a urbanista Raquel Rolnik; o deputado federal Paulo Teixeira (PT); a psicanalista Maria Rita Kehl; o cartunista Laerte Coutinho; os jornalistas Paulo Vannuchi e Luis Nassif, o ex-ministro Orlando Silva (PCdoB), e o ex-governador gaúcho Tarso Genro (PT), entre outros.

Confira abaixo o horário dos blocos:

9h-11h30 – Bloco 1: Movimentos sociais, novo ativismo e juventude

11h30-13h – Bloco 2: É a economia, parça!

13h-14h30 – Bloco 3: As cidades que queremos

14h30-17h – Bloco 4: Conjuntura e conservadorismo: beijinho no ombro pra intolerância

17h-19h – Bloco 5: Quem não se comunica se trumbica

19h-21h – Bloco 6: Para onde vai a esquerda?

A "Jornada pela Democracia" ocorrerá na rua Conselheiro Ramalho, 945, na Bela Vista, em São Paulo.

Ouça o comentário completo na Rádio Brasil Atual: