Você está aqui: Página Inicial / Política / 2014 / 06 / Pesquisa Datafolha aponta Alckmin próximo de vitória no primeiro turno

Eleições 2014

Pesquisa Datafolha aponta Alckmin próximo de vitória no primeiro turno

Governador tem 44% das intenções de voto, contra 21% de Paulo Skaf (PMDB), 5% de Gilberto Kassab (PSD) e 3% de Alexandre Padilha (PT). Força do candidato tucano está no interior
por Redação RBA publicado 07/06/2014 10h38, última modificação 07/06/2014 14h14
Governador tem 44% das intenções de voto, contra 21% de Paulo Skaf (PMDB), 5% de Gilberto Kassab (PSD) e 3% de Alexandre Padilha (PT). Força do candidato tucano está no interior
Paulo Pinto/ Analítica
posse_6.jpg

Geraldo Alckmin (PSDB) encontra o adversário Alexandre Padilha (PT) em evento público em São Paulo

São Paulo Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (7) pelo jornal Folha de S. Paulo indica que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), entra na disputa eleitoral com vantagem de 20 pontos percentuais sobre o segundo colocado, e, se as eleições fossem hoje, poderia ser reeleito para o cargo no primeiro turno. De acordo com o levantamento, o tucano tem 44% das intenções de voto. O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf (PMDB), aparece com 21% das intenções de voto, seguido pelo ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (PSD), com 5%, e pelo ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, com 3%. Votos em branco ou nulos foram a opção de 16%, e outros 10% responderam que não sabem em quem votar.

A pesquisa revela que o maior eleitorado de Alckmin segue no interior paulista, região que garantiu a vitória dele em eleições passadas para governador. Considerando apenas esses municípios, o tucano lidera a pesquisa de intenção de voto com 49%, seguido de Skaf com 22%, Kassab com 4% e Padilha com 3%.

O Datafolha questionou os eleitores paulistas também sobre a avaliação do governo Alckmin, que registrou aprovação de 41%. A pesquisa mostra ainda que 39% avaliaram o governo estadual como regular, enquanto 18% consideraram a gestão ruim ou péssima.

A aprovação de Geraldo Alckmin também é maior no interior do estado, onde 46% consideram a gestão ótima ou boa, contra 38% que a apontam como regular e 14% que a avaliam como ruim ou péssima. Na região metropolitana mais a capital, o índice de eleitores que consideram a atual administração regular (39% do eleitorado) supera o dos que a aprovam, 36%. Outros 22% acham o governo ruim ou péssimo.

A pesquisa entrevistou 2.029 eleitores em 61 municípios do estado, entre terça-feira (3) e quinta (5), e tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.