Você está aqui: Página Inicial / Política / 2014 / 05 / Pesquisa Datafolha indica chances de Dilma e Aécio irem ao segundo turno

eleições 2014

Pesquisa Datafolha indica chances de Dilma e Aécio irem ao segundo turno

Total de intenções de voto na presidenta empata com a soma registrada para os demais candidatos. Candidatura Aécio apresentou crescimento de quatro pontos
por Redação RBA publicado 09/05/2014 09h53, última modificação 09/05/2014 12h08
Total de intenções de voto na presidenta empata com a soma registrada para os demais candidatos. Candidatura Aécio apresentou crescimento de quatro pontos
Roberto Stuckert Fº / PR / arquivo rba
dilmasound.jpg

Dilma ainda lidera pesquisas, mas institutos apontam tendência de queda na preferência do eleitorado

São Paulo – Pesquisa Datafolha divulgada hoje (9) indica diminuição da distância entre os dois principais candidatos à Presidência da República – Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) – e aumenta as chances de a eleição ser decidida no segundo turno. Pelo levantamento, a presidenta teria hoje 37% das intenções de voto, contra 38% dos demais candidatos somados. Pela margem de erro da pesquisa, de dois pontos percentuais para mais ou para menos, o resultado configura empate técnico.

Neste cenário, o segundo colocado é o senador tucano, que aparece com 20% das intenções de voto – no início de abril ele aparecida com 16%. O terceiro colocado é o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), que teve 11% agora e também registrou crescimento, depois dos 10% obtidos em abril.

Segundo o Datafolha, os votos em branco ou nulos chegariam a 16% dos entrevistados, enquanto 8% declaram ainda estar indecisos.

O total de entrevistados que consideram o governo Dilma Rousseff  ótimo ou bom foi de 35%, ante 36% na pesquisa do mês passado.

O bloco dos chamados nanicos é liderado pelo candidato Pastor Everaldo (PSC), que tem 3% das intenções de voto. Eduardo Jorge (PV), José Maria (PSTU), Denise Abreu (PEN) e Randolfe Rodrigues (PSOL) registraram 1% cada. José Maria Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) ficaram abaixo de 1%.

A pesquisa foi realizada entre quarta-feira (7) e ontem (8). Foram entrevistadas 2.844 pessoas em 174 cidades. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00104/2014.