Você está aqui: Página Inicial / Política / 2013 / 11 / Dilma inaugura 'Rótula do Quiabo' em segunda visita à Bahia em 15 dias

Obra viária

Dilma inaugura 'Rótula do Quiabo' em segunda visita à Bahia em 15 dias

Presidenta entrega via expressa ao lado do governador Jaques Wagner (PT) e do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM)
por Redação RBA publicado 01/11/2013 14h15, última modificação 01/11/2013 16h59
Presidenta entrega via expressa ao lado do governador Jaques Wagner (PT) e do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM)
Roberto Stuckert Filho/PR
Dilma Rousseff

De acordo com governo, são dez faixas de tráfego, seis para tráfego urbano e quatro exclusivas para veículos de carga

São Paulo – A presidenta Dilma Rousseff participou hoje (1) da inauguração da Via Expressa Baía de Todos os Santos, em Salvador, que ligará a rodovia BR-324 ao Porto de Salvador. Segundo a presidenta, a obra irá beneficiar os moradores da região metropolitana, desafogando o trânsito em grandes avenidas e na Rótula do Abacaxi. O tráfego apresentará melhora tão grande, de acordo com Dilma, que o nome do trajeto deveria mudar.

“Essa é uma das maiores obras dos últimos anos trinta anos. O nome deveria mudar, de Rótula do Abacaxi para Rótula do Quiabo. A população vai ficar extremamente orgulhosa, o trânsito vai correr que nem quiabo”, afirmou a presidenta.

A cerimônia contou com o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), e com o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), antigo adversário dos petistas que hoje rasgou elogios a Dilma e Wagner.

Essa a segunda visita que a presidenta faz ao estado em duas semanas. A anterior ocorreu no dia 15, quando ela entregou três conjuntos do Minha Casa Minha Vida e inaugurou um trecho do metrô de Salvador.

Hoje Dilma aproveitou a inauguração para falar de programas federais em outras áreas.

“Quero falar de uma coisa importante – o Bolsa Família. A Bahia é um dos estados com mais beneficiários, e junto com a capacitação profissional, é algo crucial. Um dos programas que desagua no Bolsa Família é o Pronatec. É fundamental para melhor as condições de formação dos trabalhadores.”

Dos R$ 450 milhões da obra, R$ 408 milhões vieram do orçamento federal. Segundo informou o governo, são dez faixas de tráfego – seis para tráfego urbano e quatro exclusivas para veículos de carga –, três túneis, 14 elevados, duas passarelas, além de ciclovia, pista de rolamento e passeios.