Você está aqui: Página Inicial / Política / 2013 / 07 / Barbosa não cumprimentou Dilma porque já tinha estado com ela, diz assessor

Sem protocolo

Barbosa não cumprimentou Dilma porque já tinha estado com ela, diz assessor

Justificativa foi de que, como já haviam se encontrado antes da chegada do papa, 'provavelmente o ministro achou que não era o caso' de repetir o gesto
por Redação RBA publicado 23/07/2013 14h08
Justificativa foi de que, como já haviam se encontrado antes da chegada do papa, 'provavelmente o ministro achou que não era o caso' de repetir o gesto
Valter Campanato/ABr
Joaquim Barbosa

Presidente do STF estendeu a mão ao papa e ignorou presidenta

São Paulo – O assessor do presidente do Supremo Tribunal Federal, Wellington Silva, justificou hoje (23) a atitude do presidente da Corte, Joaquim Barbosa, de na véspera ignorar a presidenta da República, Dilma Rousseff, após cumprimentar o papa Francisco durante cerimônia para autoridades no Palácio Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro.

“O ministro e várias outras autoridades ficaram com a presidente Dilma em uma sala, antes da chegada do papa e, como os dois já tinham se cumprimentado e conversado antes, provavelmente Barbosa achou que não era o caso de cumprimentá-la novamente”, informou o assessor Wellington Silva, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

A assessoria de imprensa do STF confirma a informação. De acordo com ela, as autoridades já haviam se encontrado numa sala vip às 16 horas e o clima estava tranquilo no ambiente. A necessidade do cumprimento, por se tratar de uma cerimônia pública com a presença de autoridades, não está no protocolo do STF, informou a assessoria.