Você está aqui: Página Inicial / Política / 2013 / 05 / Ação contra o Bolsa Família teria envolvido serviço de telemarketing

Boataria

Ação contra o Bolsa Família teria envolvido serviço de telemarketing

Ministro da Justiça não descarta ação coordenada e diz que PF trabalha em várias linhas de investigação
por Redação RBA publicado 28/05/2013 09h28, última modificação 28/05/2013 09h48
Ministro da Justiça não descarta ação coordenada e diz que PF trabalha em várias linhas de investigação
Fábio Pozzebom/ABr
José Eduardo Cardozo

Segundo o ministro da Justiça, a Polícia federal segue 'com várias linhas de investigação'

Brasília - Em entrevista coletiva ontem à noite (27), o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, confirmou que uma das linhas de investigação da Polícia Federal, para apurar a origem dos boatos sobre o fim do Bolsa Família, leva a uma empresa de telemarketing, mas disse que a investigação ainda está no começo e existem outras hipóteses.

“Neste momento estamos seguindo várias linhas de investigação. Uma delas é essa, iniciada pela própria imprensa”. O ministro não detalhou, porém, quais seriam as demais linhas.

Segundo Cardozo, a Polícia Federal foi informada por um jornalista que uma pessoa recebeu um telefonema informando sobre o fim do programa de distribuição de renda. O ministro reiterou que uma ação orquestrada não está descartada.

“Nós não podemos descartar a possibilidade de ter alguma ação organizada. Não estou falando que houve ou que não houve. Está sendo investigado”.

Cardozo também apontou a dificuldade do trabalho da PF no caso. “O caso é muito difícil, na medida em que você tem muitas pessoas envolvidas e há todo um conjunto de situações no qual um soube pelo outro. Quais foram as fontes primárias, como você chega a essas fontes?”

Com informações da Agência Brasil