Você está aqui: Página Inicial / Política / 2012 / 08 / Ibope: Haddad vai a 9%; cresce rejeição a Serra, que perderia segundo turno

Ibope: Haddad vai a 9%; cresce rejeição a Serra, que perderia segundo turno

por Redação da RBA publicado , última modificação 16/08/2012 19h34

São Paulo – O candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, cresceu três pontos em duas semanas e chegou a 9% das intenções de voto, assumindo o terceiro lugar na disputa municipal. O ex-ministro da Educação dos governos Lula e Dilma dobrou seu patamar na pesquisa espontânea, quando os nomes dos postulantes não são apresentados ao entrevistado, indo de 3% para 6%. A liderança está dividida entre José Serra (PSDB) e Celso Russomano (PRB), ambos com 26% do total.

Soninha Francine (PPS), Gabriel Chalita (PMDB) e Paulinho da Força (PDT) aparecem empatados com 5% da preferência do eleitorado. Com 1% aparecem Ana Luiza (PSTU) e Carlos Gianazzi (PSOL), e atrás deles ficam Eymael (PSDC), Levy Fidélix (PRTB), Anaí Caproni (PCO) e Miguel Manso (PPL).

Na espontânea, Serra foi de 11% para 15%, e Russomano oscilou de 9% para 16%. 41% dos paulistanos não souberam responder em quem votariam.

Aumentou a rejeição a todos os candidatos, fruto da maior exposição com o início das campanhas. O ex-prefeito continua sendo indicado como o candidato com pior avaliação neste caso: 37% não votariam nele sob nenhuma hipótese. Levy Fidélix vem em seguida, com 16%. Fernando Haddad, Paulinho da Força, Soninha Francine e Eymael têm 14% de rejeição, seguidos por Russommano (11%), Gabriel Chalita e Miguel (9%), Ana Luiza, Carlos Gianazzi e Anaí Caproni (7%).

Em um eventual segundo turno entre Celso Russomanno e José Serra, o candidato do PRB teria 42% das intenções, contra 35% do candidato derrotado à presidência da República em 2010. Votos em branco/nulo seriam 16%. 8% não souberam opinar.

A pesquisa foi feita entre os dias 13 e 15 de agosto com 805 eleitores.