Home Política Kassab agradece a Lula por escolher terreno em São Paulo para museu

Kassab agradece a Lula por escolher terreno em São Paulo para museu

Publicado por raoniscan
17:14
Compartilhar:   

São Paulo – No dia seguinte à aprovação, pela Câmara paulistana, da concessão de um terreno público para o Instituto Lula construir o Museu da Democracia, o autor do projeto, prefeito Gilberto Kassab, agradeceu ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por escolher a capital paulista para a instalação de seu acervo.

“A prefeitura procurou o presidente Lula e ofereceu a ele a oportunidade de sediar (o museu de) seu instituto na cidade de São Paulo. O estado do Rio de Janeiro estava oferecendo o terreno da mesma maneira, a prefeitura de São Bernardo do Campo também tinha a mesma proposta. Quero agradecer ao presidente Lula, aos diretores do instituto, que aceitaram nosso convite para ficar em São Paulo”, disse Kassab durante evento reailzado hoje (17) no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual paulista.

O prefeito refutou argumento dos críticos da iniciativa, de que a concessão de um terreno público para um instituto privado constitui uma ilegalidade. “Temos centenas de entidades que estão em terrenos públicos com convênios firmados. Esse não é o primeiro e nem será o último.”

Kassab enxergou como natural a discussão, muitas vezes acalorada, entre os vereadores favoráveis e contrários ao projeto, com o segundo bloco formado principalmente por parlamentares de PSDB, PPS e PR. “Só falta alguém imaginar que na relação de um prefeito com sua Câmara tenha unanimidade. Nós estamos em uma democracia, jamais imaginei que qualquer projeto encaminhado pelo prefeito tenha unanimidade, até ficaria feliz.”

Para ele, o episódio não vai afetar a aliança entre o seu partido, PSD, e o o pré-candidato tucano, José Serra. “Essa é a beleza e a essência da democracia, a manifestação de todos, os contrários se manifestam, vai a voto, prevalece a vontade da maioria. E ontem a maioria entendeu que (a aprovação) era correta”, comentou.

 

O terreno

O projeto aprovado prevê a concessão, por 99 anos, de uma área de aproximadamente 4 mil metros quadrados ao Instituto Lula, comandado pelo ex-presidente, para a construção do chamado Museu da Democracia. O terreno está localizado na rua dos Protestantes, região central de São Paulo, na área conhecida como “cracolândia”. Perto dali já existem o Museu da Língua Portuguesa e o da Resistência.

 O terreno permanecerá como propriedade da prefeitura. O instituto terá o direito de uso, condicionado à realização de investimentos para a construção do museu, cujo conceito será o mesmo de espaço cultural, com acesso ao público, programação especial para estudantes da rede pública e conteúdo compatível compatível com a diversidade da história democrática brasileira, acima de visões partidárias.

 O presidente da Câmara, Police Neto (PSD), criticou o nível dos debates. “Qualquer um que receber esse projeto não poderá construir nada à sua imagem e semelhança, porque ele terá de passar pelos orgãos de controle”, observou, referindo-se ao Conselho Municipal de Conservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conresp) e ao Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat).

registrado em: ,