Home Política Aécio quer garantir agora prévias para escolha de candidato tucano a presidente

Aécio quer garantir agora prévias para escolha de candidato tucano a presidente

Publicado por anselmomassad
12:27
Compartilhar:   

São Paulo -Enquanto José Serra vê-se cercado por denúncias contra familiares e pessoas próximas, retomados pelo livro “A Privataria Tucana”, o senador Aécio Neves (PSDB) mostra que está com o pensamento no futuro. Durante o Congresso da Juventude Social Democrata, da legenda, em Goiânia, na sexta-feira (16), o ex-governador mineiro defendeu a realização de prévias para a escolha do candidato à Presidência em 2014.

“Eu defendo que, se houver mais de uma candidatura, é natural que o partido consulte as suas bases”, avisou. Aécio Neves declarou, conforme o site da legenda, que pretende se dedicar “integralmente” ao projeto do partido para a sucessão da presidenta Dilma Rousseff. “Seja como goleiro, seja como centroavante, estarei ao lado do PSDB”, completou, recorrendo a metáforas com futebol -marca registrada do petista e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “O partido precisa estar unido.”

O congresso foi iniciado na sexta e segue até este sábado. Outras lideranças tucanas participaram, como o deputado federal Sérgio Guerra (PE), o governador goiano Marconi Perillo, a senadora Lúcia Vânia (GO) e o ex-governador paulista José Serra (SP).

Aécio é cotado como presidenciável pelo menos nas três últimas disputas corridas ao Palácio do Planalto. Em 2002 e 2010, cedeu a vez a Serra; em 2006, ao atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Em 2009, o neto do presidente eleito em 1985, Tancredo Neves, chegou a defender a realização de prévias, mas acabou desistindo da disputa.

Para 2014, ele segue como um dos principais nomes, embora Serra não esconda o desejo de disputar novamente. Apesar da reação do PSDB de minimizar e rechaçar o conteúdo do livro de Amaury Ribeiro Júnior, lançado na semana passada, é um novo obstáculo colocado ao candidato derrotado no ano passado. A mais recente pesquisa eleitoral do Datafolha para a prefeitura de São Paulo indicou ainda que Serra tem 35% de rejeição na maior cidade do país.