Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 11 / Dilma quer continuidade com Mantega, Tombini e Miriam Belchior na equipe econômica

Dilma quer continuidade com Mantega, Tombini e Miriam Belchior na equipe econômica

por Redação da RBA publicado , última modificação 24/11/2010 16h34

(Montagem: Mantega e Miriam Belchior/Agência Brasil - Tombini/Reuters)

São Paulo - A equipe econômica do governo de Dilma Rousseff foi anunciada oficialmente na tarde desta quarta-feira (23), por meio de nota. Uma entrevista coletiva no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde está funcionando o governo de transição, deve trazer mais detalhes. A escolha dos nomes baseou-se pelo desejo de continuidade, segundo a presidente eleita.

Foram anunciados os nomes dos titulares das três pastas mais importantes na definição da política econômica. No Planejamento, a coordenadora do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Miriam Belchior foi a escolhida. Na Fazenda, permanece Guido Mantega. No Banco Central, Alexandre Tombini, diretor de Normas da instituição, é o indicado.

A permanência de Mantega na Fazenda era cotada nos bastidores, alimentada por assessores da equipe de transição em declarações em off, já na semana passada. A indicação do novo presidente do BC e a indicação de Miriam Belchior ocorreram na terça-feira (23).

Miriam Belchior deve ser a primeira de várias mulheres a ocuparem cargos no primeiro escalão do governo Dilma. A indicação de Tombini terá que ser submetida ao Senado Federal para aprovação.

Em nota, Dilma justificou as escolhas como uma forma de assegurar a continuidade da política econômica desenvolvida durante o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "A presidenta eleita determinou que a nova equipe assegure a continuidade da bem sucedida política econômica do governo Lula – baseada no regime de metas de inflação, câmbio flutuante e responsabilidade fiscal – e promova os avanços que levarão o Brasil a vencer a pobreza e alcançar o patamar de nação plenamente desenvolvida", diz a nota oficial.

O anúncio oficial será será feito pelos coordenadores da transição José Eduardo Cardozo, José Eduardo Dutra, Antonio Palocci e o vice-presidente eleito, Michel Temer (PMDB). Nesse momento, Dilma Rousseff está no Palácio da Alvorada, almoçando com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os coordenadores da transição também participam do almoço.

Com informações da Agência Brasil e da Reuters