Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 10 / PMDB e PT terão maiores bancadas do Senado

PMDB e PT terão maiores bancadas do Senado

por Vitor Nuzzi, da RBA publicado 04/10/2010 07h51, última modificação 04/10/2010 08h09

São Paulo – Coligados na eleição presidencial, PMDB, com 19 representantes, e PT, com 15, passam a ter as duas maiores bancadas do Senado a partir do ano que vem, segundo o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). O PSDB encolhe e fica com dez parlamentares, enquanto o DEM também diminui a sua representação, ficando com oito. Em seguida, vêm o PTB, com seis, e PDT, PR e PP, com quatro cada. Completam a lista PSB (três), PC do B (dois), PSOL (dois), PMN (um) e PPS (um). O Diap ressalva que pode haver ainda mudanças no Pará e na Paraíba, dependendo de questões judiciais.

Segundo o departamento, foram eleitos 35 novos senadores, um índice de renovação de 64,81%, enquanto 19 foram reeleitos. "Dos senadores que faziam oposição ostensiva ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e que tentaram a reeleição, apenas os senadores José Agripino (DEM-RN) e Demóstenes Torres (DEM-GO) foram reeleitos", diz o Diap. Estes dois, porém, fizeram campanhas sem agressões a Lula.

O Diap lembra ainda que nomes de peso foram derrotados neste domingo, casos de Marco Maciel (DEM) em Pernambuco, Artur Virgílio (PSDB) no Amazonas, o também tucano Tasso Jereissati (que chegou a ser cotado para vice de José Serra) no Ceará e Mão Santa (PSC) e Heráclito Fortes (DEM) no Piauí.

Dos 81 atuais senadores, 27 têm mandato até 2015.