Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 09 / Após comício em MG, Anastasia evita confronto com Lula

Após comício em MG, Anastasia evita confronto com Lula

Apesar de críticas de seu adversário direto, Hélio Costa (PMDB), governador candidato à reeleição prefere discurso ameno
por fabiooscar publicado , última modificação 09/09/2010 16h27
Apesar de críticas de seu adversário direto, Hélio Costa (PMDB), governador candidato à reeleição prefere discurso ameno

Anastasia durante lançamento de plano de governo. Sem confronto com o presidente (Foto: Marcus Desimoni / Nitro / Divulgação)

São Paulo - O candidato à reeleição em Minas, Antonio Anastasia (PSDB), preferiu adotar um discurso pacífico e não contra-atacar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Durante comício na noite de quarta-feira (8), em Betim, Lula afirmou que tanto o atual como o ex-governador, Aécio Neves (PSDB), "poderiam ter feito mais para os pobres". O presidente dividiu o palanque com o candidato ao Palácio da Liberdade, Hélio Costa (PMDB), e a presidenciável Dilma Rousseff (PT).

Anastasia disse apenas que a relação do presidente com Minas é de respeito e que as críticas foram feitas no calor do discurso. "O presidente é sempre bem-vindo a Minas Gerais. Ele fez uma observação que eu até fiquei muito satisfeito de que, quando governadores, prefeitos e presidente trabalham juntos, os resultados aparecem, como a obra que ele inaugurou em Contagem fruto de parceria e dos 208 apartamentos entregues a famílias da cidade da região metropolitana beneficiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)", esquivou-se.

Sobre a acusação do presidente de que o governo mineiro não investe o percentual mínimo de 12% do orçamento na saúde – restringindo-se a apenas 6%, Anastasia se limitou a dizer que, comparada a outros estados, Minas sai sempre na frente.

Plano de governo

Na manhã desta quinta-feira (9), o candidato divulgou seu plano de governo. Caso seja eleito para os próximos quatro anos. Para a elaboração das propostas e metas participaram 150 profissionais de diversas áreas, sob a coordenação do sociólogo Cláudio Beato, coordenador do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública (Crisp) da UFMG.

Em 72 páginas estão listados 365 compromissos de governo, distribuídos em áreas como: saúde, educação, infraestrutura, segurança, habitação e geração de empregos. Antes de apresentar o plano de governo, Anastasia também recebeu o recebeu apoio de 638 cientistas e professores de universidades públicas e particulares de Minas Gerais.