Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 09 / Agnelo quer Exército para garantir segurança na eleição no DF

Agnelo quer Exército para garantir segurança na eleição no DF

O candidato do PT acusou, depois do debate, militantes do PSC de agredir fisicamente militantes adversários
por Thalita Pires, da RBA publicado , última modificação 29/09/2010 15h39
O candidato do PT acusou, depois do debate, militantes do PSC de agredir fisicamente militantes adversários

Rio de Janeiro - O candidato do PT ao governo do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, disse na madrugada desta quarta-feira (29), que vai pedir a atuação da Polícia Federal e do Exército para garantir a segurança durante a eleição local. “Vou pedir segurança e proteção, tropas, para ter segurança no pleito aqui”, afirmou, logo depois do debate entre os postulantes ao Palácio do Buriti.

Agnelo declarou temer que os militantes da candidata Weslian Roriz (PSC) pratiquem atos de violência. “Acho que eles estão desesperados, partindo para a agressão.” No início da noite de terça-feira (28), um confronto entre militantes do PT e defensores da família Roriz ocorreu pouco antes do debate da noite em Brasília (DF).

Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas, segundo a agência Estado, incluindo dois cinegrafistas e um repórter fotográfico, que levaram pedradas dos brigões. O carro que trazia o candidato do PV, Eduardo Brandão, teve o vidro traseiro quebrado ao entrar na emissora, mas ele não foi ferido.

Agnelo disse ainda que, no último final de semana, foi intimidado ao visitar uma feira em Sobradinho II, cidade-satélite do Distrito Federal. Segundo ele, a presença da Polícia Federal e do Exército vão “poder garantir a lisura e, sobretudo, a paz na eleição”.