Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 03 / Lula avisa que vai cobrar muito trabalho de ministros substitutos no final de seu governo

Lula avisa que vai cobrar muito trabalho de ministros substitutos no final de seu governo

por Renata Giraldi publicado , última modificação 24/03/2010 17h20

Presidente Lula durante reunião com o rei da Suécia, Carl Gustaf, e comitiva no Palácio Itamaraty (Foto: Ricardo Stuckert/PR)

Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva avisou nesta quarta-feira (24) que vai cobrar muito trabalho dos atuais ministros e daqueles que vierem a substituir os que deixarem o governo para candidatar-se. Bem humorado, Lula disse que quer que todos tenham ritmo de final de festa e não percam o entusiasmo nem parem para descansar. Segundo ele, quem ficar no lugar da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que é pré-candidata à Presidência da República pelo PT, terá que trabalhar mais do que ela.

“Quem ficar no lugar da Dilma vai trabalhar muito mais do que ela, porque nós estamos em fase de encerramento de um governo e têm muitas obras contratadas, muitas obras em andamento”,  afirmou Lula, após encontro com a realeza sueca, o rei Carl XVI Gustaf e Silvia, no Itamaraty.

Lula afirmou ainda que a substituição dos ministros será sem traumas, porque a iniciativa de sair do governo é dos próprios ministros que querem concorrer nas eleições de outubro. O presidente reafirmou que os substitutos serão membros das atuais equipes dos ministérios.

“Obviamente que já disse publicamente que não quero fazer troca, não quero começar um governo. Eu estou no final de um mandato e, portanto, quero aproveitar ao máximo o que eu puder da equipe que está. Esse pessoal que vai entrar vai trabalhar muito mais que o pessoal que saiu”, disse ele.

O presidente lembrou que são muitos os ministros, secretários e assessores diretos do governo que serão candidatos. Ele não citou nomes, mas disse que a quantidade é elevada.

Fonte: Agência Brasil