Você está aqui: Página Inicial / Política / 2009 / 07 / CPI da Petrobras poderá prejudicar futuro da maior empresa brasileira

CPI da Petrobras poderá prejudicar futuro da maior empresa brasileira

Diversos setores da sociedade temem que a CPI prejudique a imagem da estatal
por Gilson Monteiro publicado , última modificação 14/07/2009 12h30
Diversos setores da sociedade temem que a CPI prejudique a imagem da estatal

Tudo começou em 2007 quando PF deflagrou a chamada Operação Águas Profundas.O objetivo era investigar supostas fraudes nas licitações para a reforma de 4 plataformas de exploração de petróleo.Naquela época o Ministério Público Federal havia denunciado 26 pessoas.

Em abril deste ano, a PF iniciou outra investigação. Desta vez para apurar desvios no pagamento de royalties de petróleo da Petrobrás para prefeituras do Rio de Janeiro.

Uma reportagem do jornal o Globo denunciou que a Petrobrás tinha modificado, no último trimestre do ano passado, a forma de recolhimento dos tributos sobre ganhos de variação cambial, o que não poderia ter ocorrido durante o exercício. A mudança teria gerado crédito tributário de aproximadamente 4 bilhões de reais, que foram compensados em outros impostos.

O presidente da estatal José Sérgio Gabrielli, negou, na época qualquer manobra ilegal para pagar menos tributo.

As acusações foram o suficiente para que a oposição começasse a exigir a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito.

Desde que a discussão começou, uma preocupação assombra os trabalhadores: o excesso de acusações poderá destruir a imagem da maior empresa brasileira.

Para o coordenador da Federação Única dos Petroleiros, João Antônio de Moraes, é de extrema importância que a Petrobrás seja transparente naquilo que faz.

 

 

 

 

Por outro lado, para Moraes são evidentes as razões pelas quais a oposição quer tanto instalar uma CPI.

A Federação Única dos Petroleiros e a CUT tem realizado diversas manifestações para defender a estatal de possíveis prejuízos com a instalação da CPI.

Está marcada para a próxima quinta-feira uma manifestação em Brasília que contará também com a presença de estudantes e trabalhadores na luta pela Nova Lei do Petróleo.

registrado em: , , ,