Você está aqui: Página Inicial / Política / 2009 / 06 / CUT e movimentos sociais protestam no Senado nesta quarta

CUT e movimentos sociais protestam no Senado nesta quarta

Manifestação em defesa da Petrobras pede nova lei do petróleo e começa logo cedo, em frente ao Anexo 3 da Câmara
por Redação da RBA publicado , última modificação 02/06/2009 18h23
Manifestação em defesa da Petrobras pede nova lei do petróleo e começa logo cedo, em frente ao Anexo 3 da Câmara

Ato em defesa da Petrobras nas ruas do Rio de Janeiro (Foto: Samuel Tosta)

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e entidades sociais fazem, nesta quarta-feira (3), às 9h30, uma mobilização em defesa da Petrobras. O ato foi mantido mesmo com a suspensão dos trabalhos da CPI no Senado.

Segundo a central, o ato também servirá para pressionar o Congresso a criar uma nova lei do petróleo que acabe com os leilões e crie um fundo social soberano para gerir os dividendos provenientes do Pré-sal.

"Com o argumento da moralidade, além da evidente motivação eleitoral, os criadores da CPI esperam manter tudo como está, com a vigência da legislação criada no governo FHC e que permite às multinacionais e ao capital especulativo continuar se apropriando das reservas brasileiras", diz o Artur Henrique, presidente da CUT.

A ocupação pacífica começa em frente ao Anexo 3 da Câmara dos Deputados e deve se estender até os corredores do Congresso Nacional.  “Há mecanismos de controle e fiscalização perfeitamente aptos a detectar e corrigir problemas na Petrobrás, o que deixa ainda mais claro o caráter oportunista da CPI”, diz em nota o coordenador da Federação Única dos Petroleiros (FUP-CUT), João Antonio de Moraes.