Mandela segue respondendo bem a tratamento, diz governo sul-africano

Infecção pulmonar

Kim Ludbrook. EFE

No muro da casa de Mandela, em Johanesburgo, um mural lembra o ex-presidente, que recebe homenagens

Johanesburgo – O prêmio Nobel da paz e ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, de 94 anos, que está há seis dias internado em um hospital de Pretória devido a uma infecção pulmonar, segue respondendo bem ao tratamento, informou hoje (13) o governo da África do Sul.

“O gabinete se alegra por ele estar respondendo bem ao tratamento e reitera o pedido para que os meios de comunicação e os cidadãos respeitem a intimidade do ex-presidente e sua família neste período”, afirmou o Conselho de Ministros. O governo desejou a Mandela uma “rápida recuperação” e garantiu que o líder “está recebendo o melhor tratamento médico”.

Ontem, o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, disse que Madiba (nome pelo qual Mandela é conhecido na África do Sul) estava respondendo melhor ao tratamento, o que foi o primeiro sinal de melhora de seu estado de saúde desde sua hospitalização.

“Estamos preocupados por seu estado, mas esperamos que ele supere, como já fez em outras ocasiões, e possamos tê-lo entre nós por mais tempo”, disse à Agência Efe George Bizos, ex-advogado e amigo íntimo de Mandela, que reconheceu estar mais otimista após o relato de Zuma.

As homenagens e demonstrações de apoio a Mandela se sucedem nestes dias por todo o país. A prefeitura da Cidade do Cabo anunciou hoje sua intenção de construir uma estátua do ícone da luta contra o apartheid em frente à sede do governo municipal, onde Madiba fez seu primeiro discurso após sair da prisão, em 1990.

Mandela foi internado por quatro ocasiões desde dezembro do ano passado. O antigo estadista contraiu problemas respiratórios devido aos 27 anos em que ficou preso por suas ações contra o regime racista.