Virada democrática

Luis Arce toma posse como presidente da Bolívia

“Como diria Marcelo Quiroga Santa Cruz, aquele líder socialista assassinado em outro golpe em 1980, não é o ódio que move nossas ações, mas a paixão pela justiça”, disse Luis Arce em seu discurso de posse

Twitter Evo Morales
Luis Arce e o vice-presidente David Choquehuanca na cerimônia de posse

São Paulo – Luis Arce tomou posse como presidente da Bolívia no fim da manhã deste domingo (8), em cerimônia realizada na Assembleia Legislativa Plurinacional. A diplomação do ex-ministro da Economia do governo do ex-presidente Evo Morales, marca a volta ao poder do Movimento pelo Socialismo (MAS) após o golpe de novembro do ano passado.

O evento contou com a presença do rei da Espanha, Felipe VI, e dos presidentes da Argentina, Alberto Fernández; da Colômbia, Iván Duque; e do Paraguai, Mario Abdo Benítez, além de representantes de outros países da América, Europa e Ásia.

Nas proximidades da Plaza Murillo, onde fica o Palácio do Governo e a sede do Legislativo Boliviano, milhares de pessoas, vindas de diferentes províncias nos últimos dias, saudaram o novo presidente. Na cerimônia, o presidente do Senado Andrónico Rodríguez solicitou um momento de silêncio para os “patriotas caídos que perderam suas vidas na luta contra o golpe”, enquanto pleiteavam a restauração da democracia.

“Como diria Marcelo Quiroga Santa Cruz, aquele líder socialista assassinado em outro golpe em 1980, não é o ódio que move nossas ações, mas a paixão pela justiça”, disse Luis Arce, em seu discurso. “A democracia não é apenas o voto para eleger autoridades em todos os níveis, mas também eleições abertas e justas, é a participação de todos sem a exclusão de ninguém.”

Ele também falou a respeito das dificuldades pelas quais o país atravessa atualmente. “O governo de fato deixa uma economia com cifras que não se viam nem mesmo em uma das piores crises que a Bolívia sofreu no governo do UDP nos anos oitenta do século passado. O desemprego, a pobreza e as desigualdades aumentaram”, pontuou. “Hoje estamos aqui para enviar uma mensagem de esperança a todas as nações que compõem a Bolívia, àqueles valentes homens e mulheres que lutam todos os dias para superar esta difícil situação.”

O aceno de Luis Arce aos EUA

Antes da posse, em suas redes sociais, Luis Arce celebrou a eleição de Joe Biden e Kamala Harris, em um movimento de reaproximação da Bolívia com os Estados Unidos, com quem foram rompidas relações diplomáticas desde a expulsão dos respectivos embaixadores em 2008.

“Com um novo governo, prevemos relações melhores que se traduzirão no bem-estar de nossos povos”, postou Arce.

Com informações da TeleSur