Retomada

Coronavírus: Cuba reage à pandemia e encaminha retomada de atividades

A partir desta sexta-feira (3), capital Havana entra na fase 1 da recuperação. O restante do país passa à fase 2. Coronavírus em Cuba soma 2.400 casos e 86 mortes

Paulo Donizetti de Souza
Malecón, Havana. Capital cubana, um dos principais polos de turismo da região, ainda permanecerá fechada para estrangeiros

São Paulo – O governo de Cuba anunciou ontem a retomada gradual das atividades em Havana, após mais de 100 dias de confinamento para combater o coronavírus. A capital entra inicia nesta sexta-feira (3), a fase 1 da reabertura do comércio, que passará a ampliar as permissões de funcionamento. A cidade também se prepara para a reativação do transporte coletivo. O ingresso de estrangeiro na ilha continua proibido. O país segue aberto apenas para o turismo local. Desde o inicio da pandemia do novo coronavírus, em 11 de março, Cuba registrou até esta quarta-feira (1º) 2.353 casos de contaminação pelo novo coronavírus e 86 óbitos.

Em novo recuo, Bolsonaro convoca médicos cubanos para combater pandemia

A incidência de óbitos por coronavírus em Cuba é de 0,73 para cada 100 mil habitantes – o país tem cerca de 11 milhões. Para se ter ideia, as mais de 60 mil mortes registradas no Brasil correspondem a 18/100 mil habitantes. Logo no início da pandemia Cuba tomou medidas fortes de isolamento social, fechou fronteiras, escolas e manteve aberto somente o comércio de itens essenciais. O apoio da população às medidas restritivas e ao uso das máscaras foi massivo. O Ministério da Saúde determinou o enviou de médicos e profissionais de saúde às casas dos cubanos para a realização de testes e o isolamento dos casos identificados como suspeitos.

coronavírus em cuba

Nobel da Paz

Médico cubanos participaram ainda de ajuda humanitárias a diversos países da África e também da Europa, como Itália e Espanha, para atuar no combate à pandemia. A participação no combate global à pandemia do novo coronavírus tem levado várias organizações do mundo a defender a entrega do Prêmio Nobel da Paz aos profissionais de saúde cubanos. As informações são do Portal de Cuba, jornal Granma e Terra sem Males.

Em nota, o Conselho de Ministros do governo cubano afirma que todas as províncias do país, que já haviam passado por medidas restritivas, iniciam nesta sexta a fase 2 de reabertura das atividades – exceto a província de Matanzas, que ingressará na fase 1 na semana que vem. Havana é considerada como “lugar mais difícil e complexo”. A capital tem aproximadamente 2,2 milhões de habitantes.

Íntegra da nota do Conselho de Ministros

Como já tinha sido informado, a partir das medidas tomadas e o esforço de nosso povo, todas as províncias do país, exceto Havana, encontram-se na primeira fase da primeira etapa da recuperação pós-Covid-19.

Revela-se justo dizer que sempre soubemos que Havana seria o lugar mais difícil e complexo no enfrentamento à pandemia, pelas características próprias que tem a capital do país.

Os resultados do trabalho realizado permitiram apreciar, nos últimos dias, o avanço no enfrentamento na capital, até chegar ao ponto em que faz sete dias se vêm cumprindo, de maneira geral, os indicadores sanitários estabelecidos, ainda que se registrem alguns casos diários, questão que faz parte deste processo.

Tendo em conta o exposto, o Grupo Temporário de Trabalho do Governo considerou que o cumprimento dos indicadores permite autorizar o início em Havana da primeira etapa da recuperação, em sua primeira fase, a partir da sexta-feira, 3 de julho, para o qual já se vem preparando.

A capital continuará sendo o local onde se concentram os maiores riscos, pelo qual os moradores de Havana deverão se incorporar a esta nova etapa com muita responsabilidade e cautela, cumprindo estritamente as medidas sanitárias estabelecidas.

Apoio popular

Por outro lado, foi sendo monitorizado o comportamento da primeira fase da recuperação nas restantes províncias, o que avaliamos positivamente, verificando que os indicadores sanitários atingidos nesses territórios permitem passar a uma etapa superior.

Em consequência, o Grupo Temporário de Trabalho do Governo determinou autorizar a passagem das províncias e municípios do país à segunda fase da recuperação, a partir da sexta-feira 3 de julho, à exceção de Havana e Matanzas, e esta última província vai fazê-lo na próxima semana.

Chamamos a atenção acerca de que, do comportamento individual e coletivo da população, de maneira responsável, e do cumprimento bem-sucedido das medidas sanitárias, vai depender continuar avançando o processo de recuperação, minimizando os riscos, sobre o qual estamos certos de que vamos continuar contando com o apoio e a compreensão de nosso povo.

Conselho de Ministros

1º de julho de 2020