Embargo criminoso

Governo da Venezuela denuncia os EUA na Corte Penal Internacional de Haia

A Venezuela tem sofrido uma série de sanções unilaterais, impostas tanto pela Casa Branca, como pela União Europeia

https://dcindymedia.org/
Americanos protestam contra embargo econômico do governo Trump contra povo venezuelano

São Paulo – O governo venezuelano denunciou os Estados Unidos na Corte Penal internacional, em Haia (Holanda), por crimes de lesa-humanidade. Desde 2015, a Venezuela é considerada uma ameaça pelo país agora governado por Donald Trump e, por isso, sofre com uma série de sanções impostas pelos EUA e pela União Europeia.

Devido ao embargo, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e outros representantes do governo bolivariano, afirmam que o país vive uma situação de guerra. De acordo com a Sures – ONG venezuelana ligada aos direitos humanos –, no âmbito da alimentação, por exemplo, a Venezuela tinha sido reconhecida pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, a FAO, como o país com maior eficiência no combate à fome na América Latina.

Entre 1998 e 2012, o país conseguiu diminuir a taxa de desnutrição de 21% a menos de 2%, um dos índices mais baixos do continente. Ainda de acordo com o estudo da ONG, com US$ 1,2 bilhão em ouro, que a Venezuela tem bloqueados no Reino Unido, o Estado poderia oferecer alimento gratuito a 6 seis milhões de famílias por seis meses.

Na área da saúde, com as principais fabricantes de medicamentos sendo americanas ou europeias, a situação é ainda mais crítica.

Confira o relato completo da correspondente do Brasil de Fato, Michele de Mello: