Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2016 / 09 / 'Golpe de Estado estava anunciado há tempos', diz Mujica

impeachment

'Golpe de Estado estava anunciado há tempos', diz Mujica

Para ex-presidente e atual senador do Uruguai, julgamento do processo de Dilma Rousseff no Senado 'foi uma gigantesca pantomina'
por Redação RBA publicado 01/09/2016 15h32
Para ex-presidente e atual senador do Uruguai, julgamento do processo de Dilma Rousseff no Senado 'foi uma gigantesca pantomina'
roberto stuckert filho/arquivo pr
peppe.jpg

Peje Mujica e Dilma, em encontro no Brasil em 2014

Opera Mundi – O ex-presidente e atual senador do Uruguai, José Pepe Mujica, afirmou ontem (31) que o processo de impeachment que afastou Dilma Rousseff da Presidência brasileira foi consumado com “um golpe de Estado que estava anunciado há tempos”.

Em um ato convocado pelo Plenário Intersindical de Trabalhadores - Convenção Nacional de Trabalhadores (PIT-CNT ) em apoio à ex-mandatária brasileira em Montevidéu, Mujica afirmou que Dilma foi destituída em razão de “manobras” executadas pelos setores de direita do Brasil.

"A oposição brasileira é democrata quando lhe convém, não aceitaram a derrotas nas urnas. A esta mulher estão condenando por não haver entrado na corrupção”, disse Mujica.

O ex-presidente uruguaio afirmou também que o processo de destituição de Dilma “tem muitas lições” e que a mandatária destituída “não teve experiência para negociar”.

Mujica lembrou a última visita de José Serra a seu país, quando o chanceler nomeado por Michel Temer afirmou que “isso (impeachment) já estava decidido”. O fato, para o ex-presidente uruguaio, indicou que “toda essa discussão do Senado foi uma gigantesca pantomina”.