Home Mundo Fidel Castro aparece em foto pela primeira vez desde abril
em havana

Fidel Castro aparece em foto pela primeira vez desde abril

Ex-presidente cubano encontrou-se na semana passada em Havana com jornalista Ignacio Ramonet, que lançou livro sobre Hugo Chávez
Publicado por Agência EFE
17:00
Compartilhar:   
Cubadebate/EFE
fidel_ramonet_EFE_Cubadebat.jpg

O encontro mantido com Ramonet foi divulgado oficialmente hoje pela página Cuba Debate

Havana – O ex-presidente cubano Fidel Castro, que apareceu publicamente pela última vez em abril, encontrou-se na sexta-feira passada em Havana com o jornalista espanhol Ignacio Ramonet, informou hoje (16) a imprensa oficial do país, que divulgou uma foto do encontro.

A reunião ocorreu em 13 de dezembro no casa de Castro, segundo o site oficial “Cubadebate”, que citou informações do próprio Ramonet divulgada em seu Facebook.

A última aparição pública de Fidel Castro, de 87 anos, ocorreu em abril, quando ele inaugurou uma escola em Havana. Semanas antes, o ex-líder votou em um colégio de Havana nas eleições gerais de fevereiro, mesmo mês em que participou de uma sessão na Assembleia Nacional.

Uma das últimas fotografias divulgadas do líder da revolução cubana é de junho, quando Fidel se reuniu em Havana com o chefe do Parlamento venezuelano, Diosdado Cabello.

A reunião com Ramonet ocorreu no dia que se completou o 19º aniversário do primeiro encontro, em 1994, entre o líder da revolução cubana e o falecido presidente da Venezuela Hugo Chávez.

Durante mais de duas horas, Castro e Ramonet conversaram sobre o recente livro do escritor e jornalista, chamado Hugo Chávez. Minha primeira vida, segundo a imprensa local. Em uma fotografia, Ramonet aparece conversando com Castro, que veste uma roupa esportiva.

Fidel Castro deixou o poder em 2006, quando sofreu uma grave doença e foi substituído na direção do país por seu irmão Raúl, que foi ratificado definitivamente como presidente da ilha em 2008.

Em 2006, Ramonet publicou, após várias conversas com o ex-presidente cubano, o livro Cem horas com Fidel, obra parecida com a lançada agora sobre Chávez.

Em seu encontro da sexta-feira, Castro e Ramonet também refletiram sobre as recentes eleições municipais na Venezuela e sobre diversos problemas da atualidade política e ecológica do mundo, segundo a imprensa oficial. Desde agosto Fidel Castro não publicou nenhuma de suas “Reflexões”, artigos que começou a escrever quando iniciou seu tratamento.