Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2013 / 06 / Sindicatos reúnem mais de 100 mil pessoas em Roma contra o desemprego

Sindicatos reúnem mais de 100 mil pessoas em Roma contra o desemprego

Crise
por Agência EFE publicado 22/06/2013 09h56, última modificação 22/06/2013 09h57
Crise

Roma –As três maiores confederações sindicais italianas conseguiram reunir mais de 100 mil pessoas neste sábado em Roma para participar de uma passeata contra o desemprego e exigindo uma tributação mais justa. Ônibus vindos de diversas partes da Itália levaram trabalhadores a esta manifestação na qual, pela primeira vez em dez anos, participaram as três entidades juntas.

Para os sindicatos não há mais tempo a perder, "é necessário frear a queda livre da economia de nosso país", examinar imediatamente questões como os investimentos, a redistribuição da receita e a recuperação do consumo.

A líder da Confederação Geral Italiana do Trabalho (CGIL), Susanna Camusso, assegurou que "a prioridade deve ser uma restituição fiscal aos empregados e aos aposentados". "Estamos na rua porque o país precisa de respostas rápidas. As medidas do governo não vão bem: são constantes anúncios que não se traduzem em uma mudança real", acrescentou.

"No terreno do trabalho podem ser feitas coisas importantes, sem recursos, tais como uma cláusula social nos contratos e garantir que os trabalhadores não percam seus postos de trabalho", comentou.