Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2012 / 11 / Egito e EUA declaram acordo de cessar-fogo na Faixa de Gaza

Egito e EUA declaram acordo de cessar-fogo na Faixa de Gaza

por Redação da RBA publicado , última modificação 21/11/2012 18h23

Conflito entre israelenses deixou pelo menos 152 mortos (Foto:Darren Whiteside/Reuters)

São Paulo – O Egito anunciou hoje (21) cessar-fogo entre Israel e os palestinos. O chanceler egípcio, Mohamed Kamel Amr, fez o anúncio em entrevista coletiva conjunta com a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton. O cessar-fogo começaria a valer às 17h (horário de Brasília) de hoje. “O Egito abriu contatos com todas as facções palestinas, com Israel e com os Estados Unidos, e esses esforços levaram a um acordo para o cessar-fogo e a volta à tranquilidade", disse Amr, ao lado de Hillary.

A secretária norte-americana enfatizou o relevante papel desenvolvido pelo novo governo egípcio e anunciou que os Estados Unidos parabenizam a conclusão do acordo de trégua. “Agora que temos um cessar-fogo, estou trabalhando incessantemente para dar continuidade a esse processo", afirmou. Hillary disse que está trabalhando com o presidente egípcio, Mohammed Mursi, para os próximos passos. 

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, confirmou o acordo. Segundo comunicado de seu escritório, o premiê decidiu aceitar a recomendação do presidente norte-americano Barack Obama de dar uma chance à proposta egípcia a fim de estabilizar a situação na região antes de usar mais força.

Na ligação entre Obama e Netanyahu, o presidente dos EUA elogiou a atitude israelense de aceitar o cessar-fogo e reiterou que o país "tem o direito de se defender". "Não se pode esperar que nenhum país tolere os ataques com foguetes contra civis", afirmou o norte-americano.

Fontes israelenses afirmaram que Israel concordou com o fim das agressões, mas não vai acabar com o bloqueio à Faixa de Gaza, como exigia o Hamas.

Em oito dias de conflitos, pelo menos 147 palestinos foram mortos, sendo mais da metade civis. Do lado israelense, foram confirmadas cinco mortes. Apenas hoje, Israel bombardeou 120 alvos, como o Ministério de Segurança Interna do Hamas. A partir de Gaza, foram lançados 81 foguetes contra Israel.  

 Seguem os termos do acordo:

1: (sem título para esse item)

a - Israel deve interromper todas as hostilidades na terra, mar e ar da Faixa de Gaza, incluindo incursões e ataques contra indivíduos.

b - Todas as facções palestinas devem interromper todas as hostilidades a partir da Faixa de Gaza contra Israel, incluindo ataques com foguetes e ataques ao longo da fronteira.

c - Abertura dos postos de fronteira, facilitação dos movimentos de pessoas e transferência de produtos, evitar restrições à livre movimentação de moradores e ataques contra residentes em áreas de fronteiras, e os procedimentos de implementação devem ser tratados após 24 horas do início do cessar-fogo.

d - Outras questões conforme solicitadas devem ser tratadas.

2: Mecanismos de implementação

a - Estabelecer a 0h para que o entendimento do cessar-fogo entre em vigor.

b - O Egito deve receber garantias de todas as partes de que cada parte se compromete com o que foi aceito acima.

c - Cada parte deve se comprometer a não realizar nenhum ato que viole esse entendimento. Em caso de quaisquer observações, o Egito como patrocinador deste entendimento deve ser informado para acompanhar.

 

Com informações de agências

registrado em: , , ,