Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2012 / 10 / Espanha tem novos protestos e sindicatos falam em greve

Espanha tem novos protestos e sindicatos falam em greve

por Redação da Rede Brasil Atual publicado , última modificação 07/10/2012 15h56

Manifestante seguram faixa durante um protesto contra novas altas nos impostos e medidas de austeridade na cidade de Málaga (©Jon Nazca/Reuters)

São Paulo – Uma manifestação na região central de Madri, na Espanha, reuniu hoje (7) estudantes e profissionais de várias categorias que protestaram contra as medidas de austeridade do governo. Os organizadores da manifestação disseram reunir representantes de 150 entidades sindicais, cooperativas e organizações não governamentais. Os protestos devem ocorrer em mais de 50 cidades espanholas.

Os sindicatos dizem que convocarão greve geral se o governo não fizer um referendo sobre os impopulares cortes de gastos. "Depende do governo se haverá a greve ou não", afirmou o líder do maior sindicato do país, Ignacio Fernandez Toxo. A paralisação deve ocorrer em 14 de novembro.

A população espanhola tem têm tomado as ruas em manifestações quase que diárias nos últimos meses, ao mesmo tempo em que o governo de centro-direita enfrenta eleições regionais e tenta assegurar investidores para a estabilidade do país.

Os manifestantes protestam contra os cortes no Orçamento Geral da Espanha para 2013, recém-aprovado. Para os trabalhadores, os cortes levarão a mais recessão e desemprego. A crise econômica internacional atingiu a Espanha, que registra elevada taxa de desemprego, principalmente entre os jovens. Os trabalhadores temem aumento de desempregados, de impostos e tarifas no país.

Com informações da Agência Brasil e da Reuters

registrado em: , ,