Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2012 / 09 / Farc não vão exigir cessar-fogo para iniciar negociações de paz

Farc não vão exigir cessar-fogo para iniciar negociações de paz

Governo de Juan Manuel Santos havia rejeitado a possibilidade
por Do Opera Mundi publicado , última modificação 09/09/2012 19h03
Governo de Juan Manuel Santos havia rejeitado a possibilidade

São Paulo - As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) não vão exigir um cessar-fogo como condição para participar das negociações de paz com o governo colombiano, assegurou um porta-voz da guerrilha em entrevista publicada ontem (8) pelo jornal El Tiempo. As informações são da agência de notícias France Presse.

"Nós, as Farc, não vamos insistir em dizer que se não houver cessar-fogo ou trégua não vamos prosseguir" com o diálogo de paz com o governo, declarou Calarca Marcos. 


Líderes das Farc que participam de um pré-diálogo em Havana, propuseram na quinta-feira um cessar-fogo para a abertura das negociações, que devem ocorrer em terreno neutro, primeiro na Noruega e depois em Cuba.

A exigência já havia sido rejeitada pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, que pediu ao exército para continuar com suas operações até o acordo chegar ao final. Segundo o porta-voz, a guerrilha tentou propor o cessar-fogo, mas tentando convencer o governo com argumentos.

"Se há uma maneira de parar momentaneamente a guerra, no momento em que nos esforçamos para encontrar uma fórmula para acabar com ela definitivamente, é melhor", afirmou Calarca. "É melhor um cessar-fogo ou trégua cedo do que tarde, porque assim há menos mortes e menos feridos."

 

 

 
 
registrado em: , , ,