Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2011 / 12 / Lei na Colômbia exige salários iguais entre homens e mulheres

Lei na Colômbia exige salários iguais entre homens e mulheres

por Redação da RBA publicado , última modificação 29/12/2011 12h13

São Paulo – A Colômbia aposta em uma lei, sancionada pelo presidente Juan Manuel Santos nesta quinta-feira (29), para acabar com a diferença entre salários pagos a homens e mulheres que exercem as mesmas funções. Estatísticas oficiais sugerem que o salário das mulheres é 20% menor mesmo com tarefas idênticas.

A medida era reivindicada por movimentos de mulheres no país. Caberá ao Ministério do Trabalho colombiano garantir o cumprimento da legislação. Juan Manuel Santos prometeu que o órgão será "muito rigoroso" na fiscalização.

Dos 22,8 milhões de trabalhadores na Colômbia, 42,8% são mulheres (9,76 milhões), segundo o departamento nacional de estatísticas do país. Apesar disso, elas são 56,8% dos 2,18 milhões de desempregados. O patamar de desocupação é o mais baixo em 10 anos no país.

No Brasil, segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a diferença chega a 24,8% na região metropolitana de São Paulo.

Com informações da Agência Brasil