Decisão do presidente da Bolívia, Evo Morales, foi tomada após uma semana de intensas manifestações (Foto: Antonio Cruz/Abr)

Imagem no tamanho completo: 49 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download