Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2010 / 10 / Colômbia lança plano de combate à violência

Colômbia lança plano de combate à violência

por Renata Giraldi, da Agência Brasil publicado 05/10/2010 12h39, última modificação 05/10/2010 12h40

Brasília – O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, lançou um programa de combate à violência que envolve mais de 3,6 bilhões de pesos em investimentos. A ideia é fechar parcerias com os governadores e prefeitos, ampliando as ações de prevenção e reação à criminalidade em todo país. O plano, lançado nesta segunda-feira (4), também reúne propostas para aperfeiçoar os códigos Penal, de Processo Penal e da Criança e do Adolescente.

As informações são da Presidência da República da Colômbia. Usando metáfora, Santos comparou a criminalidade a um monstro. "A criminalidade é um monstro de mil cabeças que pode se manifestar de inúmeras formas: no furto, no roubo, no roubo de gado, na extorsão, no sequestro e no assassinato. Mas a delinquência não é uma condição permanente. Nós podemos derrotá-la e nós iremos derrotá-la", disse ele.

A Colômbia é alvo das ações das guerrilhas, como as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e de grupos organizados que atuam no narcotráfico, em assaltos e sequestros. A onda de violência domina principalmente as regiões de Cali e Medellín. Mas Santos afirmou que o programa de combate à violência deve englobar o país como um todo.

"A segurança pública é um problema que afeta a vida cotidiana de todos os colombianos. É por isso que é necessário adotar uma política dessa magnitude, não só para cidades como Cali e Medellín, mas para todo o país."

O presidente colombiano disse que o programa será desenvolvido com base em vários pilares. Para executar as medidas definidas haverá um esforço conjunto dos setores da Polícia Nacional, dos ministérios da Defesa, do Interior e Justiça, da Educação, e da Ação Social, do Instituto de Investigações, e de setores esportivos.

Paralelamente, Santos apelou para que os governadores e prefeitos também integrem os esforços federais. "Muita atenção, senhor prefeito: a segurança é extremamente dependente da liderança e do compromisso assumido pelas autoridades locais. Esse tipo de apoio é essencial para o sucesso em cada cidade e para cada população", afirmou ele, no discurso de lançamento do programa de combate à violência.