Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2010 / 09 / Oposição paraguaia tenta usar câncer para tirar Lugo do poder

Oposição paraguaia tenta usar câncer para tirar Lugo do poder

por Redação da RBA publicado , última modificação 14/09/2010 19h25

São Paulo – Depois de tentar encontrar uma brecha constitucional para retirar do poder Fernando Lugo, a oposição paraguaia quer agora que o presidente se afaste devido ao câncer linfático contra o qual realiza tratamento. O chefe de gabinete teve de vir a público nesta terça-feira (14) para informar que Lugo não deixará o poder.

“Não vai dar o prazer a quem diz isso”, resumiu Miguel López Perito, que mostrou ainda um parecer médico em que se assegura que o presidente pode seguir normalmente sua agenda de trabalho. “Os resultados do hemograma determinam que o presidente se encontra com suas defesas restabelecidas, por isso a equipe médica não indicou restrições às atividades oficiais.”

A oposição chegou a cogitar a possibilidade de apresentar mais uma solicitação de renúncia. A ideia é levar ao poder Federico Franco, o vice-presidente que já manifestou mais de uma vez que apoia a medida e que gostaria de assumir o poder.

Este ano, Franco chegou a articular com os senadores de oposição a realização de um julgamento político contra Lugo com base em “fraco desempenho” ante à insegurança e à corrupção. Um parlamentar paraguaio afirmou abertamente que o presidente teria de ser retirado do cargo por não permitir que o Estado nacional faça as reformas que os setores conservadores julgam necessário: a adoção de medidas neoliberais. Agora, o senador Alfredo Luis Jaeggli apontou que “a enfermidade do presidente lhe impossibilita governar.”

registrado em: