Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2009 / 11 / Visita de Ahmadinejad e comitiva muda rotina no Itamaraty

Visita de Ahmadinejad e comitiva muda rotina no Itamaraty

por Renata Giraldi e Yara Aquino publicado , última modificação 23/11/2009 19h35

Brasília - A rápida passagem de menos de 48 horas pelo Brasil do presidente  do Irã,  Mahmoud Ahmadinejad, e de sua comitiva transformou por completo hoje (23) a rotina no Palácio do Itamaraty. Mais de 100 jornalistas estrangeiros e brasileiros solicitaram credenciamento especial para a cobertura das reuniões, o sistema de tradução simultânea foi improvisado, uma vez que há poucos profissionais habilitados em farsi (idioma oficial do Irã) e em português, e houve ainda a pausa para a oração islâmica do começo da tarde.

Os repórteres, cinegrafistas e fotógrafos brasileiros e estrangeiros disputaram cada espaço em busca da melhor possibilidade de relatar a série de reuniões e mais a declaração conjunta de Ahmadinejad e do presidente Luiz Inácio Lula Silva. Houve troca de insultos e empurrões para garantir o melhor local.

Entre os jornalistas iranianos, havia apenas uma mulher. Vestida segundo o rigor determinado pelo Islamismo vigente no Irã, ela foi incumbida pelos colegas de perguntar aos presidentes Lula e Ahmadinejad sobre a conjuntura internacional.

Paralelamente, o sistema de tradução tentou um mecanismo para assegurar o trabalho: as falas em farsi foram traduzidas, inicialmente, para o inglês e depois para o português. No sistema de tradução houve um atraso entre o discurso em farsi para o português. Até Lula brincou com o problema. “Acho que está tendo aí um probleminha na tradução.”     

Por volta das 14h, alguns dos integrantes da comitiva de Ahmadinejad interromperam as atividades para dedicar os minutos à oração do Alcorão. Eles aproveitaram um espaço vazio entre as salas do Itamaraty e lá fizeram as reverências e suas orações. Pelo Islamismo, é necessário fazer cinco orações por dia.

Fonte: Agência Brasil

registrado em: ,