Você está aqui: Página Inicial / Internacional / 2009 / 07 / Zelaya espera pronunciamento enérgico da OEA

Zelaya espera pronunciamento enérgico da OEA

Organização dos Estados Americanos reúne-se no sábado para definir sanções aos golpistas de Honduras
por João Peres, da RBA publicado , última modificação 02/07/2009 17h42
Organização dos Estados Americanos reúne-se no sábado para definir sanções aos golpistas de Honduras

O presidente constitucional de Honduras afirmou nesta quinta-feira (2) esperar um pronunciamento enérgico da Organização dos Estados Americanos (OEA) na reunião do próximo sábado (4).

Em entrevista por telefone à TeleSUR, Manuel Zelaya destacou que deve prevalecer a vontade do povo por cima da dos exércitos e da dos grupos autoritários. Ele acrescentou que tudo deve ser resolvido pela via pacífica e reiterou a não-violência, ao mesmo tempo em que qualificou como um erro os militares de Honduras participarem do golpe.

A Assembleia Extraordinária da OEA decidiu reunir-se no sábado, quando acaba o prazo para que os golpistas hondurenhos entreguem poder de volta ao governo constitucional. Os países vão decidir por sanções a Roberto Micheletti, presidente nomeado. A União Europeia convocou todos os embaixadores em Honduras para consultas.

Para Zelaya, além da OEA, outros organismos devem pronunciar-se a respeito dos fatos: “todos os golpistas devem saber que a Corte Penal Internacional vai agir com a força e o rigor internacional para que prestem contas ante a opinião mundial”.

O presidente adverte que haveria um forte retrocesso se os exércitos começassem a serem utilizados por grupos autoritários e os povos passassem a ver as forças armadas com a mesma insegurança que tinham na década de 80. Ele apontou ter informações de que há muita insatisfação entre os militares pela perda de prestígio.