Você está aqui: Página Inicial / Internacional / 2009 / 05 / Solicitada impugnação de candidatura de repressor da ditadura argentina

Solicitada impugnação de candidatura de repressor da ditadura argentina

Preso há dois anos, Luís Patti já foi eleito deputado em 2005, mas acabou impedido de assumir o cargo
por João Peres, da RBA publicado , última modificação 14/05/2009 19h20
Preso há dois anos, Luís Patti já foi eleito deputado em 2005, mas acabou impedido de assumir o cargo

A Secretaria de Direitos Humanos de Buenos Aires apresentou um pedido de impugnação à candidatura de um ex-repressor da última ditadura argentina (1976-83). A medida se baseia na participação do ex-subcomissário Luís Abelardo Patti em crimes de lesa-humanidade, como tortura e desaparecimento forçado.

O candidato a deputado nacional é réu em diversas causas, o que motivou o pedido da secretaria para que a Argentina cumpra com os compromissos internacionais assumidos em matéria de direitos humanos. 

Ao mesmo tempo, a Câmara dos Deputados de Buenos Aires sancionou um projeto que impede os que respondem por crimes lesa-humanidade de apresentarem-se como candidatos nas eleições presidenciais e legislativas.

Luís Patti, preso há dois anos em uma penitenciária de segurança máxima, é o criador do Partido Unidade Federalista e foi eleito deputado em 2005. Mas, depois de um longo debate, a Câmara impediu que ele tomasse posse por ser considerado um repressor.