Você está aqui: Página Inicial / Internacional / 2009 / 05 / Senado da Colômbia aprova referendo para reeleição indefinida

Senado da Colômbia aprova referendo para reeleição indefinida

“Presidenciável”, ex-ministro da Defesa da Colômbia não acredita que Uribe concorra a terceiro mandato
por João Peres, da RBA publicado , última modificação 20/05/2009 17h06
“Presidenciável”, ex-ministro da Defesa da Colômbia não acredita que Uribe concorra a terceiro mandato

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, tem até outubro para definir se concorre ao terceiro mandato (Foto: Roosewelt Pinheiro. Agência Brasil)

O Senado da Colômbia votou nessa terça-feira (18) o projeto que convoca o referendo em que os colombianos vão definir se Álvaro Uribe pode ser eleito para um terceiro mandato – agora, o projeto volta para a Câmara e deve ter fácil aprovação. Sem a presença do Partido Liberal e do Polo Democrático Alternativo, principais opositores do governo, a base oficialista não teve dificuldades em aprovar a iniciativa por 62 votos a favor e cinco contra.
Horas antes da aprovação, Juan Manuel Santos, que deixou esta semana o Ministério da Defesa exatamente pensando em eleições, afirmou que acredita que o presidente não buscará a segunda reeleição: “sei que há coisas que não dependem de mim, o presidente tomará a decisão no devido momento. Eu creio e tenho a intuição de que ele não irá, mas nunca me disse nada. Conhecendo ele e analisando friamente a situação, minha intuição é de que ele, quando diz que não vai se perpetuar no poder, eu acredito”.
A decisão tem que ser tomada por Uribe até outubro, já que no mês seguinte os partidos definem quem irão apoiar. Uma pesquisa recente mostra que 59% dos colombianos pretendem votar em um eventual referendo e, desses, 84% são a favor da reeleição do presidente.

registrado em: