Você está aqui: Página Inicial / Esportes / jogos-olimpicos / Rio assina acordo com Barcelona para preparação das Olimpíadas de 2016

Rio assina acordo com Barcelona para preparação das Olimpíadas de 2016

por Agência Brasil publicado , última modificação 18/03/2010 17h13

Rio de Janeiro - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o ex-prefeito de Barcelona Pascal Maragall assinaram nesta quinta-feira (18) um protocolo de intenções para a preparação dos Jogos Olímpicos no Rio em 2016. Barcelona foi sede das Olimpíadas em 1992 e sofreu diversas modificações urbanas com o evento. A proposta é transmitir as experiências da capital catalunha para ajudar a melhorar os preparativos da capital fluminense.

O documento foi assinado na abertura do seminário A Olimpíada e a Cidade: Conexão Rio-Barcelona, no Palácio da Cidade, sede do governo do Rio.

O ministro do Esporte, Orlando Silva, que participou da solenidade, reiterou que a realização das Olimpíadas e da Copa do Mundo no Brasil é uma das maiores conquistas históricas do país. Segundo ele, a cidade do Rio será "apresentada a todo o mundo" por causa da concentração de veículos de comunicação nas atividades.

Para ele "é preciso saber explorar o Rio para os seus próximos 30 anos, fazendo uma revalorização das áreas degradadas, melhorando o atendimento público à população e modificando as estruturas da cidade".

O prefeito Eduardo Paes lembrou a viagem que fez recentemente para Atenas, Barcelona e Londres, que será sede das próximas olimpíadas, e ressaltou as transformações ocorridas na cidade espanhola.

“Barcelona é caracterizada hoje por uma nova economia e se tornou ponto turístico na Europa. Os jogos serão excepcionais no Rio, com toda a alegria que o carioca sintetiza do povo brasileiro, mas precisamos deixar um legado para o Brasil. Não tenho dúvidas de que vamos construir uma nova cidade”, afirmou o prefeito do Rio.

O presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), Sérgio Magalhães, no entanto, destacou a falta de um debate mais amplo com a sociedade. Segundo ele, o projeto para 2016 ainda carece de ajustes.

“É preciso priorizar o transporte público, a zona norte suburbana, que é região fundamental da cidade, e fazer a revitalização da Baía de Guanabara. Precisamos colocar o esporte a serviço do desenvolvimento urbano e contra a exclusão”, ressaltou Magalhães.

Para o arquiteto, as Olimpíadas devem servir à cidade tornando-a "mais democrática, bonita e maravilhosa" e não a cidade servir aos Jogos

O embaixador da Espanha no Brasil, Carlos Alonso Zaldivar, acredita que os Jogos no Rio vão melhorar a vida dos cariocas, levando saúde aos que precisam se tratar, levando trabalho aos trabalhadores, "essa é a medalha que o Brasil precisa ganhar", declarou.

O seminário “A Olimpíada e a Cidade: Conexão Rio-Barcelona” será realizado até amanhã (19) para discutir como o Rio de Janeiro pode se transformar com os jogos olímpicos que serão sediados na cidade em 2016.

Fonte: Agência Brasil

 

registrado em: ,