Você está aqui: Página Inicial / Esportes / jogos-olimpicos / Nuzman: "Rio está pronto para Jogos inesquecíveis"

Nuzman: "Rio está pronto para Jogos inesquecíveis"

Entrevista com o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e chefe da candidatura do Rio, Carlos Arthur Nuzman
por Reuters publicado 24/09/2009 13h02, última modificação 24/09/2009 13h13 © 2009 Thomson Reuters. All rights reserved
Entrevista com o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e chefe da candidatura do Rio, Carlos Arthur Nuzman

Berlim - O Comitê Olímpico Internacional (COI) escolherá em 2 de outubro a cidade-sede para os Jogos Olímpicos de 2016, numa disputa que envolve Chicago, Madri, Rio de Janeiro e Tóquio.

A seguir, uma entrevista com o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e chefe da candidatura do Rio, Carlos Arthur Nuzman.

REUTERS - Por que sua cidade deve receber a Olimpíada de 2016?
NUZMAN - Os Jogos Olímpicos sempre foram os melhores quando exploraram novos territórios e tocaram as vidas de novas pessoas. Houve Jogos maravilhosos na Europa, na Oceania, na América do Norte e na Ásia, mas o sonho do Rio-2016 é trazer os Jogos para a América do Sul pela primeira vez. O Rio está pronto para realizar Jogos inesquecíveis, em um continente que inspiraria os jovens, ao mesmo tempo em que estaria totalmente alinhado com as necessidades de longo prazo da cidade e do país.

REUTERS - Qual é a força da sua candidatura e o que o senhor gostaria de melhorar se tivesse mais tempo?
NUZMAN - Com total apoio do governo para os Jogos, o Rio está pronto para começar a trabalhar em 3 de outubro se for escolhido pelo COI, sem a necessidade de empréstimos bancários ou faturamento publicitário inicial. Organizar os Jogos na América do Sul pela primeira vez tem o potencial para transformar a vida de milhões de jovens.

REUTERS - Com candidaturas obrigadas a seguir rígidas diretrizes e critérios do COI, qual é o aspecto inovador da sua proposta que a torna única?
NUZMAN - Todos os esportes durante os Jogos do Rio-2016 serão realizados dentro de uma cidade, em quatro conglomerados; em Deodoro, em torno do Maracanã, ao longo da praia de Copacabana e no vibrante bairro da Barra. Graças aos atributos naturais ímpares da cidade e a instalações já existentes, o Rio irá fornecer locais para esportes como remo, vela, tiro e equitação dentro dos limites municipais, deixando os atletas mais próximos do coração dos Jogos. Todos os aglomerados de instalações serão ligados por um anel de transportes de alto desempenho e por uma rede de vias olímpicas.

REUTERS - Em termos da construção de grandes instalações, o que ainda precisa ser construído e o que já existe?                                                                              NUZMAN - Dentro do plano para os Jogos do Rio-2016, 74% das instalações estão construídas. Instalações como o parque aquático, o velódromo, a arena e o complexo de Deodoro foram construídos para os Jogos Pan-Americanos de 2007 e continuam a ser usados hoje. O estádio João Havelange, recebendo o atletismo, e o estádio do Maracanã, com 90 mil lugares, proposto para as cerimônias de abertura e encerramento e para as finais do futebol, já existem e serão melhorados até 2016.

Fonte: Reuters

 

registrado em: ,